Publicidade

X

Apreensão

PM prende dupla e apreende mais de 600 kg de maconha em casa de Ribeirão Preto

Um carro roubado com placas adulteradas e com R$ 56 mil também foi encontrado no imóvel abandonado

Da Reportagem

Publicado em 06/12/2023 às 15:44

Atualizado em 06/12/2023 às 15:52

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Uma equipe da Força Tática do 3º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I) averiguava uma denúncia de ponto de tráfico de drogas na região e foi até o local / Divulgação/SSP

A Polícia Militar (PM) apreendeu mais de 600 quilos de maconha em uma casa abandonada na noite de segunda-feira (4) no centro de Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Próximo ao imóvel, dois homens, de 38 e 41 anos, foram presos com uma porção da droga que tinha o mesmo adesivo dos entorpecentes encontrados no imóvel, além de R$ 56 mil escondidos dentro de um carro.

Uma equipe da Força Tática do 3º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I) averiguava uma denúncia de ponto de tráfico de drogas na região e foi até o local.

Em um imóvel na rua doutor Augusto César Tardelli, os policiais encontraram 965 tijolos de maconha, que totalizaram 609 quilos. No quintal, havia um veículo roubado com as placas adulteradas.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Dentro da casa também foram apreendidos duas balanças de precisão, uma faca de cozinha, papel alumínio e plástico filme para embalo das drogas, cinco celulares, a chave do veículo e documentos pessoais em nome de um homem de 37 anos, que será investigado.

Próximo à residência, a equipe abordou dois homens que estavam em atitude suspeita em um carro. Ao perceberem a presença policial, um deles quebrou o próprio celular. Na abordagem, foram localizados R$ 56,5 mil, sendo que a dupla dava informações diferentes sobre a origem do dinheiro.

Além disso, um pedaço de tijolo de maconha, que possuía o mesmo adesivo das drogas apreendidas no imóvel, foi encontrado debaixo do banco do passageiro.

A dupla foi presa em flagrante e encaminhada à Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Ribeirão Preto, onde o caso foi registrado como tráfico de drogas, receptação, adulteração de sinal identificador de veículo automotor, lavagem de bens, direitos e valores e localização e apreensão de veículo.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Direitos Humanos

'Inconcebível', diz Alckmin sobre ataques contra civis em Gaza

Assim como Lula, vice-presidente fez apelo à comunidade internacional

Política

Lula se reúne com Maduro para tratar de eleições na Venezuela no segundo semestre

Palácio do Planalto informou que questão de Essequibo não foi tratada

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter