X

Litoral

PM suspende Operação Verão em bairro de Santos após ofício da Justiça

Suspensão vale durante o fim de semana na Vila dos Criadores; operação já deixou 39 mortos na Baixada Santista

PAULO EDUARDO DIAS E MARIANA ZYLBERKAN - Folhapress

Publicado em 02/03/2024 às 08:30

Atualizado em 02/03/2024 às 09:14

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

O caso foi registrado como homicídio tentado e consumado no 6º DP de Santo André / Divulgação/SSP

A Polícia Militar se comprometeu a suspender a Operação Verão, que já deixou 39 mortos na Baixada Santista, durante o fim de semana em uma comunidade da cidade Santos.

A operação no litoral paulista teve início após a morte do soldado da Rota Samuel Wesley Cosmo, 35, há quase um mês. Ao menos um outro PM em serviço, um cabo, também morreu durante as intervenções na periferia de Santos.

A suspensão atende a uma solicitação da Justiça de Santos para resguardar um ato previsto para o final de semana na Vila dos Criadores: a apresentação para moradores de propostas para urbanização do local, de acordo com a gestão municipal.

"Oficie-se ao 6º BPMI - Comando de Policiamento do Interior 6, informando que, durante os dias 02 e 03 de março de 2024, serão realizadas oficinas no território da Vila dos Criadores, com os moradores, no âmbito dos trabalhos da Câmara Judicial, instaurada por este Juízo", diz a decisão da juíza Fernanda Menna Pinto Peres. Em seu despacho, ela menciona que notícias jornalísticas informam recorrentes enfrentamentos armados nas comunidades, periferias e morros da região.

O documento é do dia 22 de fevereiro. Por ser uma solicitação, a outra parte, no caso a PM, poderia ou não acatar o pedido.

Em resposta nesta sexta-feira (1º), a Polícia Militar encaminhou um ofício, assinado pelo coordenador operacional da PM, coronel Gentil Epaminondas de Carvalho Junior, em que declara cumprir a orientação, mas que o policiamento local será mantido. O documento possui o termo "reservado" escrito em vermelho no cabeçalho.

"Cumpre ressaltar que o policiamento ostensivo preventivo territorial, executado pela 5ª Cia PM do 6º Batalhão de Polícia Militar do Interior, bem como eventuais solicitações 190 na localidade serão atendidas dentro da normalidade e na conformidade dos preceitos constitucionais inerentes às competências da Polícia Militar do Estado de São Paulo, como baluarte da preservação da ordem pública a todos os moradores e turistas do litoral Paulista."

Em nota, a SSP (Secretaria da Segurança Pública) declarou que a Polícia Militar foi oficiada pelo Poder Judiciário local, solicitando a suspensão da Operação Verão nos dias e no bairro mencionados, em decorrência do evento comunitário.

"Diante disto, o Comando da PM na região informou ao magistrado que o policiamento será mantido, em dimensões e com o emprego de protocolos adequados à situação apresentada, com o objetivo de garantir a segurança dos participantes do evento e de toda a população."

A Vila dos Criadores está dentro da área da Operação Verão e ao menos três pessoas morreram no entorno. Os casos ocorreram 24 horas depois da morte do soldado Cosmo, em 2 de fevereiro.

Em seu despacho, a magistrada destacou a possível presença na comunidade de secretários municipais, advogados, Defensoria Pública, Ministério Público, servidores públicos municipais e outros integrantes da câmara judicial.

"Assim, solicita-se a suspensão das atividades da Operação Verão, nos dias 02 e 03 de março de 2024, no território da Vila dos Criadores, para segurança de todos os moradores, atores e autoridades envolvidas nas oficias", acrescenta o texto.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

DIA DO HAMBÚRGUER

Dia do hambúrguer: 9 lugares para comer hambúrguer em São Paulo

Origem do hambúrguer é incerta, mas é um dos lanches preferidos em todo o mundo

Brasil

Confira o resultado da Lotofácil no concurso 3114, nesta segunda

O prêmio é de R$ 1.700.000,00

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter