Publicidade

X

Estado

PMs salvam bebê que parou de respirar após engasgo

Bebê, de 21 dias, havia engasgado com leite em Marília; após salvamento, a criança foi encaminhada a um hospital e passa bem

NELY

Publicado em 18/04/2019 às 01:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Policiais que salvaram bebê engasgado reencontram família / /Divulgação Polícia Militar

Os pais de um recém-nascido entraram em um batalhão da Polícia Militar na noite da última segunda-feira, 15, em Marília, interior de São Paulo, com a criança nos braços, pedindo por socorro pois o bebê havia engasgado e parado de respirar.

O bebê, de 21 dias, havia engasgado com leite. Eram cerca de 20h quando o casal levou o bebê ao 9º Batalhão da PM. Os cabos Renato Taroco e Robson Thiago de Souza, que faziam a guarda do batalhão, realizaram os procedimentos da manobra de Heimlich (método de desobstrução de vias aéreas), que salvaram o bebê.

Vídeo de câmeras de segurança do batalhão registraram todo o desespero do casal e os procedimentos feitos pelos policiais até que o bebezinho volta a respirar.

"A criança chegou desacordada, roxa e sem batimento cardíaco. Tivemos que realizar a manobra três vezes e apenas na terceira tentativa conseguimos reanimá-lo", conta Taroco.

Após ser salvo pelos dois policiais, o bebê foi encaminhado a um hospital para atendimento médico e passa bem. "É uma sensação maravilhosa. Quando senti seu coração batendo em minha mão, chorei', disse Taroco.

visita.

Na terça-feira, os pais do bebê receberam a visita dos dois policiais militares que salvaram a criança.
(EC e GSP)

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Direitos Humanos

'Inconcebível', diz Alckmin sobre ataques contra civis em Gaza

Assim como Lula, vice-presidente fez apelo à comunidade internacional

Política

Lula se reúne com Maduro para tratar de eleições na Venezuela no segundo semestre

Palácio do Planalto informou que questão de Essequibo não foi tratada

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter