Publicidade

X

1º A 8 DE DEZEMBRO

Porto Feliz realiza campanha de prevenção do HIV e Sífilis

Objetivo da campanha, de acordo com a prefeitura do município, é incentivar a população a realizar testes rápidos, destinados a pessoas sexualmente ativas

Da Reportagem

Publicado em 30/11/2023 às 18:33

Atualizado em 01/12/2023 às 16:33

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Testagem de HIV e sífilis / Arquivo/Marcelo Camargo/ Agência Brasil

A Prefeitura de Porto Feliz, por meio da Secretaria de Saúde, realizará do dia 1º até dia 8 de dezembro a Campanha de Prevenção do HIV e Sífilis na campanha “Fique Sabendo 2023" nas unidades básicas de saúde.

O objetivo da campanha, de acordo com a prefeitura do município, é incentivar a população a realizar testes rápidos, destinados a pessoas sexualmente ativas, principalmente as que nunca realizaram o teste, bem como a conscientização sobre as medidas de Prevenção das Infecções Sexualmente Transmissiveis (IST’s).

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O diagnóstico precoce contribui para a diminuição da transmissão e a melhoria da qualidade de vida da pessoa infectada pelo vírus. Os testes rápidos estarão disponíveis em todas as unidades de Saúde do município.

Neste sábado (2), as equipes de saúde estarão na Praça 13 de maio, no bairro Popular, orientando a população sobre a importância da realização dos testes para detecção de HIV, Sífilis, Hepatite B e C.

Casos de Sífilis no Brasil

O Brasil registrou mais de 122 mil novos casos de sífilis entre janeiro e junho de 2022. Os números foram divulgados nesta semana pelo Ministério da Saúde.

Combate ao HIV

O mês de dezembro é dedicado à mobilização contra a AIDS e outras infecções sexualmente transmissíveis, no  que é chamado de "Dezembro Vermelho". Esse mês chama a atenção para o número de casos e os desafios que ainda travam o diagnóstico precoce do HIV.

Segundo informações daWorld Health Organization, existem hoje 38,4 milhões de pessoas no mundo que vivem com HIV, e este dado vem crescendo de forma preocupante, com uma média de 1,5 milhão de novos casos por ano.

No Brasil, são 50 mil novos casos por ano e 950 mil pessoas vivendo com o HIV, 27% delas sem tratamento e o Ministério da Saúde estima ainda que mais de 100 mil brasileiros desconhecem que possuem o HIV.

A doença ainda não tem cura mas as pesquisas avançam para um cenário cada vez mais positivo para os portadores do vírus.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

AMARELINHA

Dorival chama são-paulinos e palmeirenses na primeira convocação

Dorival Jr. fez a sua primeira convocação para a seleção brasileira nesta sexta; veja lista

MUNDO

OMS afirma que uma a cada oito pessoas são obesas

Cerca de mais de 1 bilhão de pessoas são obesas; obesidade entre crianças quadruplicou desde 1990

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter