X

CRIME COM MENOR

Professor acusado de pedofilia beija, manda nudes e marca encontro com aluna de 13 anos em SP

Acusado já esteve envolvido com outra jovem de 13 anos, em 2019

Lucas Souza

Publicado em 10/07/2024 às 20:45

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Professor acusado de pedofilia beija, manda nudes e marca encontro com aluna de 13 anos em SP / Divulgação/Governo do Estado

Um professor de educação física, de 48 anos, foi acusado de abuso e assédio, nesta quarta-feira (10/7), em Embu das Artes, na Grande São Paulo. A denúncia veio da família da vítima, que acusa o profissional de uma escola municipal da cidade de beijar, enviar nudes e marcar um encontro com uma garota de 13 anos.

Início da desconfiança

A família da vítima começou a desconfiar da situação quando a menina, que cursa o 7º ano do fundamental II, desapareceu na madrugada do último domingo (7/7). Em contato com amigas da garota, a família foi informada que a jovem poderia estar com o professor.

As amigas ainda disseram que ambos mantinham uma relação próxima, trocavam presentes, chocolates e selinhos na boca.

Assim que voltou a sua casa, a menina não respondeu à tia, que questionou com quem a menina estava e o porquê do desaparecimento.

Família em ação

Indignada, a mãe da vítima criou um perfil falso se passando pela própria filha. Após entrar em contato com o professor, que não desconfiou de nada, a mãe marcou um encontro o sujeito nesta terça-feira (9/7).

Na data marcada, os pais da menina foram ao local e identificaram, à distância, com quem a filha mantinha uma “relação”.

Relato à polícia

Após a denúncia, as autoridades entraram em contato com o sujeito, que disse que trabalha na instituição, localizada na Estrada de Itapecerica, em Campo Limpo, há quase 15 dias e em academias particulares.

Segundo o professor, a relação começou quando os dois se beijaram em um ponto cego da câmera da escola, logo após o término de uma aula.

Além disso, o acusado revelou que a garota disse que já se relacionou sexualmente com maiores de idade e, ainda acrescentou, que ficar com o professor seria super liberal.

O professor também comentou que enviou fotos íntimas à garota, após ser solicitado pela mesma.

Outro caso e defesa do acusado

Segundo o boletim de ocorrência, o acusado já se relacionou com outra menina de 13 anos, em 2019, e acrescentou que sofre de compulsão por sexo, ou seja, é incapaz de negar quando oferecido.

Professor é pai e marido

De acordo com a tia da garota, a mulher do professor e a filha de dois anos compareceram, acompanhadas do advogado, à delegacia. Além disso, a familiar descobriu que o homem esteve envolvido em um caso similar em academias onde trabalha.

O caso foi registrado na Delegacia da cidade de Embu das Artes como importunação sexual, o acusado responderá ao crime em liberdade, segundo informações do portal “R7”.

*Texto sob supervisão de Diogo Mesquita

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Fique atento

Cuidados essenciais para conjuntos de transmissão em motocicletas

Durante o processo de limpeza, utilizar pano ou escova com cerdas de plástico para remover sujeiras mais pesadas

JOGOS DO DIA

Palmeiras em campo neste sábado; veja onde assistir aos jogos do dia

Bola rola no Brasileirão Série A, B, C, D, Sub-20 e Copa Paulista

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter