X

INCLUSÃO EM EMBU DAS ARTES

Projeto de combate a violência contra crianças com deficiência intelectual chega em Embu das Artes

Taxa de violência a pessoas com deficiência intelectual com até 17 anos é 1,7 vezes maior do que as pessoas que não possuem essa deficiência, segundo o IBGE

Lucas Souza

Publicado em 29/03/2024 às 11:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

O evento acontecerá no Centro Cultural Mestre de Assis de Embu das Artes / Divulgação/PMETEA

O Instituto Jô Clemente (IJC), referência nacional na inclusão de pessoas com deficiência intelectual e Transtorno do Espectro Autista (TEA), promoverá, até junho de 2024, o projeto “Inclusão, mais que um direito! ”. O evento conta com o apoio do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Condeca) e da Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo.

Siga as notícias da Gazeta de S.Paulo no Google Notícias

Por que do projeto

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE/ Censo 2010), A Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) concentra cerca de 4,7 milhões de pessoas com ao menos uma deficiência. Desse total, quase 240 mil têm até 17 anos e estima-se que a taxa anual de violência a esse grupo é 1,7 vezes maior do que as pessoas que não têm deficiência. As informações são do portal "O Taboanense".

Locais do evento

O projeto, em andamento em 12 municípios, tem como objetivo capacitar 600 profissionais da rede de proteção e defesa de direitos, para identificar e intervir em situações de violência e violação de direitos contra crianças e adolescentes com deficiência intelectual.

Ao todo, serão quatro encontros com palestras e um seminário nas cidades de Carapicuíba, Diadema, Embu das Artes, Francisco Morato, Itaquaquecetuba, Mairiporã, Mauá, Osasco, Ribeirão Pires, Santo André, Suzano e Taboão da Serra.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Cada município foi selecionado de acordo com a sua importância territorial e populacional, além da complexidade na oferta de serviços e implementação de políticas públicas direcionadas às pessoas com deficiência intelectual.

“Esses encontros buscam fortalecer a capacidade dos profissionais da rede de proteção e defesa de direitos, promovendo uma cultura de respeito, inclusão e combate à violência contra as crianças e adolescentes com deficiência intelectual”, destaca Daniela Mendes, Superintendente geral do Instituto Jô Clemente (IJC).

Como vai ser

Desenvolvido em quatro módulos, os encontros abordarão os seguintes temas: “deficiência: um convite para conhecer as diferenças”; “deficiência intelectual”, “crianças e adolescentes: história, cultura e contextos atuais”, “família e seus contextos”, “violação de direitos contra crianças e adolescentes com deficiência“, “prevenção à violência”, “introdução à política pública e legislações” e “trabalho em rede: enfrentamento e prevenção”. A capacitação conta ainda com um seminário no qual é feita uma análise da realidade municipal voltada para o tema.

De acordo com a coordenadora da área de Defesa e Garantia de Direitos do Instituto Jô Clemente (IJC) Deisiana Paes, “durante a formação, existe uma oportunidade para discutir e refletir sobre as políticas e serviços existentes no município, de forma que os profissionais de diversos setores da cidade possam ampliar o conhecimento e garantir os direitos das crianças e adolescentes com deficiência intelectual e, assim, fomentar novas políticas públicas de inclusão social e prevenção à violência”.

O projeto “Inclusão, mais que um direito!” conta com o apoio do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Condeca), da Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo e da Secretaria de Assistência Social, Educação, Saúde, Esportes e Cultura do município de Embu das Artes.

Serviço

Seminário “Inclusão, mais que um direito! Desafios e Perspectivas”
Quando: Quarta-feira, dia 3 de abril de 2024
Horário: Das 9h às 13h
Local: Centro Cultural Mestre Assis de Embu. Rua Largo 21 de Abril, 29, Centro – Embu das Artes
As inscrições devem ser feitas até às 12h do dia 2/4/2024, neste Link

Sobre o Instituto Jô Clemente (IJC)

O Instituto Jô Clemente (IJC) é uma Organização da Sociedade Civil sem fins lucrativos que há mais de 62 anos promove saúde e qualidade de vida às pessoas com Deficiência Intelectual, Transtorno do Espectro Autista (TEA) e Doenças Raras, além de apoiar a sua Inclusão Social e a Defesa de Direitos, disseminando conhecimento por meio de pesquisas científicas. Com o pioneirismo e a inovação como premissas, propicia o desenvolvimento de habilidades e potencialidades que favoreçam a escolaridade e o emprego apoiado, além de oferecer assessoria jurídica às famílias sobre os direitos das pessoas com deficiência intelectual.

*Texto sob supervisão de Matheus Herbert

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mobilidade

Veja as principais e as futuras linhas do Metrô da Cidade de São Paulo

A Gazeta separou tudo o que você precisa saber sobre linhas do metrô atuais e as futuras que serão construídas; confira

loterias

Fique ligado! Mega-Sena sorteia hoje 37 milhões

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do País ou pela internet; aposta mínima custa R$ 5

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter