Publicidade

X

Segurança

SP promove seminário de atendimento à mulher PcD vítima de violência em Santos

Ação gratuita visou troca de conhecimento sobre deficiências e estratégias para enfrentar a violência com representantes de delegacias

Da Reportagem

Publicado em 01/12/2023 às 10:47

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Participaram do evento profissionais da rede de defesa, garantia de direitos e demais pessoas que atuam em atendimento / Divulgação

A Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SEDPcD), em parceria com o Instituto Jô Clemente (IJC), promoveu na quarta-feira (29) o “Seminário de Rede sobre Direitos da Pessoa com Deficiência: Acessibilidade e o papel da sociedade para garantir a cidadania da pessoa com deficiência”. O evento gratuito aconteceu no auditório do Sindisan em Santos e capacitou profissionais para atendimento a pessoas em situação de violência ou violação de direitos.

“Nós temos cinco Centros de Apoio Técnicos em delegacias do estado para acolher pessoas com deficiência vítimas de violência, que em sua maioria são mulheres. Esse encontro reuniu especialistas na área para debater essa temática tão importante e capacitar pessoas que atuam nesse tipo de atendimento, unindo esforços para a disseminação de conhecimento e para o enfrentamento à violência”, destaca o secretário de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Marcos da Costa.

Participaram do evento profissionais da rede de defesa, garantia de direitos e demais pessoas que atuam em serviços de atendimento a pessoas em situação de violência ou violação de direitos, e que trabalham nas Delegacias de Polícia que fazem parte do Deinter 6 – Departamento de Polícia Judiciária do Interior, que abrange municípios da Baixada Santista e Vale do Ribeira.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O encontro abordou os seguintes temas: acessibilidade para garantia de direitos e as formas de apoio para exercício da autonomia.

A ação foi fruto de iniciativa das equipes dos Centros de Apoio Técnico (CAT) instalados na 1ª Delegacia de Polícia da Pessoa com Deficiência de São Paulo e na 7ª Delegacia de Polícia de Santos.

Os CATs contam com equipes multidisciplinares especializadas atuando dentro de delegacias, com psicólogas, assistentes sociais, intérpretes de libras e supervisores acolhendo e atendendo pessoas de todas as idades com diferentes graus de deficiência: auditiva, visual, intelectual, psicossocial, surdo-cegueira, deficiências múltiplas ou no Transtorno do Espectro Autista (TEA). As unidades são de criação da SEDPcD e operacionalizadas pelo IJC, estando localizadas em delegacias nas cidades de São Paulo, Guarulhos, Campinas, Ribeirão Preto e Santos.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Corinthians é eliminado do Campeonato Paulista

Agora, o clube terá que conquistar a vaga na Copa do Brasil de 2025 de outro jeito

Mundo

Pesquisa afirma que Trump tem 48% das intenções de voto nos EUA

Os resultados mostram que 48% dos entrevistados afirmaram que votariam em Trump

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter