Publicidade

X

Capital paulista

SP registra 37,1°C no domingo, recorde histórico de calor para novembro

Tarde de domingo foi a mais quente de novembro na cidade desde quando começaram as medições oficiais, em 1961

FRANCISCO LIMA NETO - Folhapress

Publicado em 13/11/2023 às 13:01

Atualizado em 13/11/2023 às 13:10

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Máxima chega aos 29 graus nesta segunda / Arquivo/Agência Brasil

A temperatura na cidade de São Paulo atingiu os 37,1°C neste domingo (12), segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

A informação foi passada pela Defesa Civil. De acordo com o órgão, trata-se do "novo recorde histórico para o mês de novembro" na capital paulista, ou seja, a tarde de domingo foi a mais quente de novembro na cidade desde quando começaram as medições oficiais, em 1961.

O CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas) da Prefeitura de São Paulo, por sua vez, anotou temperatura ligeiramente menor, média de 36,9°C neste domingo, superando os 36,5°C registrados em 24 de setembro de 2023.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Já a maior máxima absoluta deste domingo (registrada em um único local) ocorreu na Vila Mariana, na zona sul: 38,5°C. Trata-se também de um recorde para 2023, superando os 37,5°C medidos na Mooca e em São Miguel Paulista, ambos na zona leste, em 24 de setembro.

A média de temperatura mínima esperada para o mês de novembro, segundo o CGE, é de 17,1°C, enquanto a média de temperatura máxima é de 26,4°C. Até este domingo, a média da mínima está em 16,6°C, porém a média da máxima já atinge 28,7°C.

"Seguimos sob a influência de um El Niño de forte intensidade. Este fenômeno meteorológico esquenta as águas do Pacífico Equatorial, deixando as médias de temperaturas previstas acima do normal, assim como o volume de chuva", diz o meteorologista do CGE Thomaz Garcia, em nota.

No Mirante de Santana, estação meteorológica do Inmet localizada na zona norte e que é referência para a cidade de São Paulo, a temperatura chegou aos 36,7º, segundo medição automática, que não é a oficial para a comparação história.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

CASOS EM ALTA

Dengue: grávidas e bebês podem usar repelentes?

Na busca por proteção, a procura por repelentes aumentou nas farmácias de todo o País; dermatologista orienta sobre o uso

DIA DO COMEDIANTE

Conheça influenciadores de humor que estão em alta na internet

Para o Dia do Comediante, a Gazeta separou cinco perfis do Instagram que estão em alta entre os usuários da rede social

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter