X

CLIMA QUENTE

SP tem apenas 3 pontos com 'boa' qualidade do ar nesta quinta

Nesse cenário, a Cetesb aconselha as pessoas com doenças cardíacas ou pulmonares a reduzir o esforço pesado ao ar livre

STEFHANIE PIOVEZAN - Folhapress

Publicado em 24/08/2023 às 15:56

Atualizado em 24/08/2023 às 16:06

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Apenas três dos 24 pontos de medição de qualidade do ar monitorados pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) na região metropolitana de São Paulo apresentavam índice considerado bom na manhã desta quinta-feira (24) / Arquivo/Agência Brasil

Apenas três dos 24 pontos de medição de qualidade do ar monitorados pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) na região metropolitana de São Paulo apresentavam índice considerado bom na manhã desta quinta-feira (24). Nos demais, a qualidade foi classificada como moderada.

O mesmo quadro foi verificado no interior e no litoral: a maioria das cidades registrava qualidade do ar moderada e poucas apareciam com nível bom. A exceção era Cubatão -às 10h, o ponto de medição na Vila Parisi indicava qualidade do ar "muito ruim".

A escala é composta pelas classificações "boa", "moderada", "ruim", "muito ruim" e "péssima", de acordo com um índice que considera a presença de partículas inaláveis (MP10), partículas inaláveis finas (MP2.5), fumaça, ozônio (O3), monóxido de carbono (CO), dióxido de nitrogênio (NO2) e dióxido de enxofre (SO2).

"Cubatão tem um perfil específico, diferente do restante do estado", diz Maria Lúcia Guardani, gerente da Divisão de Qualidade do Ar da Cetesb. Além de ter como principal fonte de emissão de poluentes a atividade industrial, o município está ao pé da serra do Mar, configuração que dificulta a dispersão de gases e material particulado.

  • RMSP - Qualidade - Poluente
  • Carapicuíba - Moderada - MP10
  • Cerqueira César - Moderada - MP10
  • Congonhas - Moderada - MP2.5
  • Diadema - Moderada - MP10
  • Grajaú-Parelheiros - Moderada - MP10
  • Guarulhos-Paço Municipal - Moderada - MP10
  • Guarulhos-Pimentas - Moderada - MP10
  • Ibirapuera - Moderada - MP2.5
  • Interlagos - Boa - O3
  • Itaim Paulista - Moderada - MP2.5
  • Itaquera - Boa - O3
  • Marg. Tietê-ponte Remédios - Moderada - MP2.5
  • Mauá - Moderada - MP10
  • Mooca - Moderada - MP2.5
  • N. Senhora do Ó - Moderada - MP10
  • Osasco - Moderada - MP2.5
  • Parque D.Pedro II - Moderada - MP2.5
  • Pinheiros - Boa - CO
  • S.André-Capuava - Moderada - MP10
  • S.Bernardo-Paulicéia - Moderada - MP10
  • Santana - Moderada - MP2.5
  • Santo Amaro - Moderada - MP10
  • São Caetano do Sul - Moderada - MP10
  • Taboão da Serra - Moderada - MP10

Guardani também lembra que a escassez de chuva nesta época do ano afeta negativamente a qualidade do ar, já que a água remove os poluentes em suspensão. O quadro deve melhorar no fim de semana, quando há previsão de precipitação no estado.

Riscos do material particulado

Definido como "um conjunto de poluentes constituídos de poeira, fumaça e todo tipo de material sólido e líquido que se mantém suspenso na atmosfera por causa de seu pequeno tamanho", o material particulado era o principal poluente atmosférico no estado nas primeiras horas do dia.

Esse material apresentava-se de duas formas -como partículas inaláveis com diâmetro da ordem de 10 micrômetros (0,001 centímetro) e 2,5 micrômetros (0,00025 centímetro).

"A queima de combustível emite partículas de diferentes tamanhos. As menores compõem o que chamamos de fuligem e são as mais danosas porque penetram mais profundamente no sistema respiratório. Quanto mais fina a partícula, mais difícil de tossir e expelir", diz Guardani.

As partículas menores também ficam mais tempo em suspensão, prolongando a exposição e a irritação das vias aéreas. No estado, os atendimentos por sinusite cresceram mais de 90% na comparação com os dados de 2022.

Nesse cenário, a Cetesb aconselha as pessoas com doenças cardíacas ou pulmonares a reduzir o esforço pesado ao ar livre.

A especialista também recomenda medidas como evitar usar o carro e manter as janelas abertas. "Todos somos responsáveis pela poluição", lembra Guardani.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Gazeta Mais

As férias escolares chegaram! Veja 5 dicas para combinar diversão com aprendizado

Especialista explicam as melhores opções

SAÚDE

Dr. Bactéria dá dicas para deixar a casa sempre limpa

Da cozinha ao banheiro, biomédico Roberto Figueiredo, conhecido como Dr. Bactéria, explica o que é certo e o que é errado na hora de limpar a casa

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter