X

Privatização do Porto de Santos

Tarcísio e França fazem primeira reunião sobre privatização do porto de Santos

Governador de São Paulo transformou a privatização do porto em uma bandeira própria nos últimos anos; França se opõe ao projeto

Guilherme Seto - Folhapress

Publicado em 08/02/2023 às 14:03

Atualizado em 08/02/2023 às 14:14

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

A reunião foi considerada a primeira de várias entre Tarcísio e o governo federal para tratar do tema. / Arquivo/DL

Tarcísio de Freitas (Republicanos), governador de São Paulo, e Márcio França (PSB), ministro de Portos e Aeroportos do governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT), fizeram nesta quarta-feira (8) a primeira reunião presencial para tratar de projetos de privatização do porto de Santos.

Tarcísio transformou a privatização do porto em uma bandeira própria nos últimos anos, e argumenta que ela aumentaria o número de empregos na Baixada Santista. O processo de desestatização do porto de Santos vinha sendo encaminhado pelo governo Jair Bolsonaro (PL) e estava em análise no TCU (Tribunal de Contas da União).

França, no entanto, se opõe ao projeto e diz que a autoridade portuária continuará estatal. O governo Lula destaca a importância estratégica do porto.

No encontro, os dois expuseram seus argumentos sobre ao tema durante cerca de duas horas, em clima que foi descrito como amistoso.

A reunião foi considerada a primeira de várias entre Tarcísio e o governo federal para tratar do tema.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Gastronomia

Veja os 15 melhores queijos do mundo; 11 são brasileiros

Pela terceira edição do Mundial do Queijo, 11 dos 15 queijos finalistas, são queijos feitos por empresas brasileiras; confira

Centenário das feiras

São Paulo tem feira de rua centenária; conheça a história desde o surgimento

Veja o que a Gazeta preparou para entender um pouco mais sobre a história da cidade de São Paulo

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter