X

Guardião e protetor

Exu é o diabo? Conheça essa entidade na umbanda

Exu é uma entidade muito presente nas religiões de matriz africana e a Gazeta te conta tudo sobre o guardião da umbanda; leia

Suzana Rodrigues

Publicado em 13/06/2024 às 18:10

Atualizado em 19/07/2024 às 10:44

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Saiba quem é exu / Gustavo Domingues/Riotur

Exu é uma entidade muito conhecida e é citada diariamente nas redes sociais. Tema de enredo de escola de samba, em 2019, o guardião da umbanda é equivocadamente associado à figura do diabo no imaginário cristão.

A Gazeta conversou com o Pai Eduardo Jordan, dirigente do Templo de Umbanda Caboclo 7 Pena Branca e Zé Pelintra, que explicou sobre sincretismo, saudações e mais. Confira abaixo:

O que é Exu?

Nas religiões de matriz africana, há o Exu entidade e o orixá Exu. Entenda a diferença:

Exu entidade 

Exu entidade é um trabalhador espiritual, ou seja, é um espírito que esteve encarnado na terra. Após a sua morte, houve uma evolução, que fez com que esse espírito se tornasse um Exu.

Orixá Exu

Orixá é uma divindade. “Ele é uma fagulha de Deus e está ao lado de todos os orixás”, explicou Eduardo Jordan. 

Guardião e protetor para a umbanda

O Exu, na vida do umbandista, é um protetor e guardião. “É ele quem vê as pessoas que estão nos fazendo mal, que enxerga as energias que nos faz mal e é ele [Exu] que vai sempre batalhar por nós”, disse o pai de santo. 

Exu é o Diabo?

O dirigente explicou que “Diabo” e “inferno” vêm de outras religiões, dentro da umbanda não há a visão de céu e inferno, anjo e diabo. “As redes sociais ajudaram muito a diminuir o preconceito, mas ainda temos muito o que lutar e ensinar sobre a umbanda, que é uma religião maravilhosa”, complementa Eduardo Jordan. 

Para Eduardo, essa associação não tem a ver com “algo ruim” ou com o ato de "fazer maldades". Mas, com o fato de Exu ser uma entidade verdadeira, e prega a justiça.

“Para Exu não existe o mais ou menos, ou é certo, ou é errado. Muitas vezes o certo nos machuca, nos agride e, por isso, Exu é associado com o Diabo, como um espirito que nos faz mal”, comentou.

Sincretismo entre Exu e Santo Antônio

O sincretismo é a atribuição de um santo católico com uma entidade ou orixá da umbanda. Por isso, dia 13 de junho é dia de Santo Antônio, o santo casamenteiro, e de Exu, o guardião.

Atualmente, muitos terreiros deixaram de praticar o sincretismo, pois esse ato era feito devido à proibição dos cultos aos orixás. Essa associação era feita por meio de características em comum entre as entidades e os santos.

“Santo Antônio foi sincretizado a Exu, principalmente, pelos milagres, pela abertura de caminho, por cuidar dos pobres, daqueles que mais necessitavam", ressalta o pai de santo. 

Laroyê e Mojuba: saiba o significado 

Nos terreiros de umbanda é comum se ouvir “Laroyê Exu” e “Exu és mojuba”, essas saudações são dialetos na linguá Iorubá. 

O dirigente explicou que “Laroyê”, de forma geral, seria “salve o mensageiro”, “salve o guardião”, ou seja, palavras para chamar o Exu.

Mojuba seria para saudá-lo, o significado seria “és grande”, “és rei”.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

falha no atendimento médico

Bebê morre após ser liberado duas vezes de UPA no Interior

A mãe alega que pediu para o médico dar soro para a criança, o que foi negado

PARQUE EM SP

São Paulo ganha parque inclusivo na zona leste; conheça

Espaço é aberto para pets e conta com mirante e palco para shows

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter