X

Medina e mais 5

Olimpíadas 2024: quais serão os 6 surfistas brasileiros que estarão em Paris

Ouro em 2020, Italo Ferreira não conseguiu a classificação para a atual edição

Leonardo Sandre

Publicado em 16/06/2024 às 18:00

Atualizado em 19/07/2024 às 10:46

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Filipe Toledo é um dos grandes favoritos ao ouro em Paris 2024 / Beatriz Ryder/WSL

As Olimpíadas de Paris começam em 26 de julho de 2024. Uma das modalidades que começaram em 2020, em Tóquio, e seguirá para a edição de 2024 é o surfe.

O Brasil, inclusive, será o único país com seis representantes na disputa da modalidade nos Jogos Olímpicos de Paris, que acontecerá fora do território francês, na praia de Teahupo'o, no Taiti. As duas vagas extras foram conquistadas após bom desempenho brasileiro em torneios prévios.

A ausência notável é do surfista talo Ferreira, que foi medalhista de ouro em Tóquio. Ele não conseguiu a classificação e não estará presente como atleta brasileiro no evento.

Quais serão os surfistas que representarão o Brasil?

O País terá seis surfistas na disputa por medalhas, três no masculino e três no feminino.

Surfe masculino

Gabriel Medina estará nas Olimpíadas em 2024/Divulgação/COB

Filipe Toledo, João Chianca e Tatiana Weston-Webb já estavam classificados para a modalidade. Já Gabriel Medina, Tainá Hinckel e Luana Silva se juntaram ao grupo após o desempenho no ISA Games, os Jogos Mundiais de Surfe, no começo de março.

No mundial masculino de surfe, Filipe Toledo é o atual bicampeão, João Chianca foi o 4º colocado na última temporada e Gabriel Medina é tricampeão, o maior vencedor da história do País.

Filipe Toledo e João Chianca (também conhecido como Chumbinho), garantiram as vagas através da classificação da Liga Mundial de Surfe (WSL) de 2023. Filipinho foi campeão e Chumbinho também foi ao Finals, que reúne os cinco mais bem colocados da temporada.

Já o tricampeão, Gabriel Medina, assegurou a presença em Paris através do ISA Games. O brasileiro foi o campeão do evento e contribuiu para o que o Brasil tivesse a melhor campanha na disputa por equipes, o que rendeu a vaga para o País.

Surfe feminino

Tati Weston-Webb é a principal candidata ao ouro para o Brasil no surfe feminino/William Lucas/COB

Entre as mulheres, a grande favorita de medalha para o Brasil é Tati Weston-Webb, oitava melhor surfista do mundo na última temporada.

Tainá e Luana são atletas mais jovens e não chegarão aos Jogos Olímpicos com o peso de serem favoritas.

Luana, contudo, se tornou uma grande oponente das primeiras colocadas do ranking neste ano. Nas duas primeiras etapas da WSL (Mundial de surfe), Pipe e Sunset Beach, ambas no Havaí, ela foi eliminada, respectivamente, nas quartas e oitavas de final.

Após bater na trave na tentativa de ir a Tóquio, Tainá carimbou o passaporte para Paris 2024 após chegar ao round 5 do ISA Games, em Porto Rico, se classificando, portanto, de modo parecido com o de Gabriel Medina.

Por que Italo Ferreira não estará nas Olimpíadas de 2024?

Italo Ferreira venceu o Ouro nas Olimpíadas de Tóquio, em 2020/Jonne Roriz/COB

Medalhista de ouro em 2020, Italo Ferreira sofreu com lesões nos últimos anos e não conseguiu a vaga via WSL. Ele também não participou do ISA Games. Em 2024, o campeão mundial de 2019 está no Rio Grande do Sul auxiliando no resgate de vítimas das chuvas. Ele será comentarista do surfe olímpico pelo Grupo Globo.

Quando será a disputa olímpica no surfe?

O surfe nas Olimpíadas acontece de 27 a 30 de julho.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Seu Dinheiro

Confira o resultado da Quina no concurso 6484, nesta quinta

O prêmio é de R$ 29.000.000,00

Seu Dinheiro

Confira o resultado da Mega-Sena no concurso 2750, nesta quinta

O prêmio é de R$ 47.000.000,00

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter