X

CONFUSÃO NA CÂMARA

VÍDEO: Deputado do PSOL troca empurrões com deputado do União e expulsa com chutes integrante do MBL

As agressões ocorreram no fim do corredor das comissões da Câmara, local com intensa movimentação de políticos e assessores

Yasmin Gomes

Publicado em 16/04/2024 às 19:00

Atualizado em 16/04/2024 às 19:45

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Deputado Glauber Braga, do PSOL, expulsa da Câmara integrante do MBL que discutia com ele / Reprodução

Na tarde desta terça-feira (16) o deputado Glauber Braga (PSOL-RJ) discutiu e trocou empurrões na Câmara com o deputado Kim Kataguiri (União-SP).

Siga as notícias da Gazeta de S.Paulo no Google Notícias

Depois, ainda em decorrência do tumulto, Braga expulsou da Câmara com empurrões e um chute um integrante do Movimento Brasil Livre (MBL). Kim é um dos fundadores do MBL.

As agressões ocorreram no fim do corredor das comissões da Câmara, local com intensa movimentação de políticos e assessores.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Na parte gravada, é possível ouvir Glauber chamando Kim de "defensor do nazismo". E Kim pede para Glauber repetir a frase, dando a entender que usaria a gravação em um futuro processo. "Repete, isso", pedia Kim. Confira vídeo abaixo: 

Em seguida, Glauber reclama da presença do outro integrante do MBL, um ativista de direita chamado Gabriel Costenaro. "Toda vez que encontrar marginais do MBL, vierem querer intimidar...", disse Glauber.

Kim interrompeu: "Mentiroso. Ninguém está te intimidando." O texto conta com informações do "G1."

Glauber se irritou com o fato de Kim ter erguido a mão e começou a repetir: "Baixa a mãozinha, baixa a mãozinha". Nesse momento, os dois deputados trocaram empurrões.

*Texto sob supervisão de Matheus Herbert

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saidinhas

Congresso rejeita veto de Lula e proíbe 'saidinhas' de presos

Lula tentou manter uma lista mais ampla de possibilidades para as saídas temporárias

Fake Agents

Jogador Paolo Guerrero leva golpe de R$ 2 milhões e PF investiga

Paolo Guerrero, ex-jogador do Corinthians, foi vítima em 2022 de um esquema que fraudava saques

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter