Publicidade

X

INSEGURANÇA NA CAPITAL

PM aposentado reage a assalto e mata ladrões de moto em SP; veja vídeo

Ex-integrante da Rota seguia pela Dutra em uma moto BMW, acompanhado da mulher, quando foi abordado por dois criminosos; ele decidiu reagir

Folhapress

Publicado em 12/11/2023 às 19:16

Atualizado em 12/11/2023 às 19:55

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Momento em que assaltantes abordaram PM aposentado na zona norte de SP / Reprodução

Os motoristas que circulavam pela rodovia Presidente Dutra na tarde deste sábado, próximo ao viaduto Curuçá, na zona norte da Capital, registraram imagens de uma tentativa de assalto que terminou com dois suspeitos mortos após reação de um policial militar aposentado.

De acordo com o registro oficial, um subtenente aposentado de 54 anos, ex-integrante da Rota (tropa de elite da PM paulista), seguia pela Dutra em uma moto BMW (R1250GS), acompanhado da mulher, quando foi abordado por dois criminosos armados. Papa decidiu então reagir.

 

As imagens mostram que o PM sacou uma pistola e passou a atirar contra os dois homens. Após derrubar ambos, ele avançou em direção ao primeiro suspeito e fez dois disparos na direção da cabeça --o homem então parou de se mover.

Na sequência, o policial seguiu rumo ao segundo suspeito que, ainda caído, erguia uma das mãos para o alto, como querendo dizer que estava se rendendo. O PM fez dois disparos na direção da cabeça deste homem que, mesmo ferido, conseguiu se levantar e entrou em luta corporal.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Outros motociclistas, dois deles possivelmente amigos do PM, tentaram ajudar o policial. A luta corporal só terminou quando o ex-policial realizou mais dois disparos em direção ao suspeito, que, enfim, caiu imóvel. Não é possível ver onde os tiros atingiram o homem, porque a ação é encoberta pelas testemunhas.

Nas redes sociais de pessoas ligadas ao meio policial, a ação foi recebida com um misto de orgulho e tristeza. A ação do PM aposentado ocorreu em uma data em que os policiais militares comemoram o Dia do Veterano. Por outro lado, a investigação aponta que um dos assaltantes mortos seria filho de um sargento da PM de SP, da ativa.

As armas usadas pelos criminosos estavam, segundo o registro oficial, com a numeração raspada. Eles estavam com revólver calibre .38 e uma pistola .380. A moto utilizada pela dupla para o delito havia sido roubada no dia anterior em Atibaia (SP).

Uma equipe de socorro foi enviada ao local, mas o médico constatou a morte dos homens. Equipes da Rota e da PRF (Polícia Rodoviária Federal) também foram até o local. A PRF prosseguiu com a ocorrência por se tratar de rodovia federal.

O policial e as outras vítimas não se feriram.

Procurada, a Secretaria da Segurança Pública ainda não se manifestou sobre o assunto.

 

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

CASOS EM ALTA

Dengue: grávidas e bebês podem usar repelentes?

Na busca por proteção, a procura por repelentes aumentou nas farmácias de todo o País; dermatologista orienta sobre o uso

DRAMA ALVINEGRO

Corinthians perde para a Ponte Preta em Itaquera e vê vaga se distanciar

Iago Dias abriu o placar aos cinco minutos para a Ponte Preta; Corinthians finaliza 26 vezes, mas não consegue balançar as redes

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter