últimas notícias
Além do Garra, a unidade em Taboão da Serra receberá o Setor de Investigações Gerais (SIG)
Além do Garra, a unidade em Taboão da Serra receberá o Setor de Investigações Gerais (SIG)
Foto: DIVULGAÇÃO/POLÍCIA CIVIL

Garra terá nova sede em Taboão a partir de fevereiro

O prédio, na rua Maria Mari, na divisa na região do Jardim Monte Alegre, está sendo reformado; ainda não há previsão de entrega

Taboão da Serra será a nova sede do Grupo Armado de Repressão a Roubos (Garra). O prédio, na rua Maria Mari, na divisa entre o Jardim Monte Alegre e o Jardim América, está sendo reformado e será inaugurado em fevereiro. Além do Garra, a unidade receberá o Setor de Investigações Gerais (SIG) e a Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (DISE).

O anúncio foi feito pelo prefeito Fernando Fernandes (PSDB), na última quinta-feira, dia 9. "Estamos reformando um galpão aqui no Jardim América, na rua Maria Mari, e ali vai funcionar o Garra, o SIG e a DISE, então vão estar circulando muitas viaturas por essa região, pelo Jd. Monte Alegre, Intercap". Para o prefeito, a nova unidade da Polícia Civil vai inibir a ação dos criminosos nos bairros do entorno até mesmo pelo número de viaturas que passarão a circular pela região. "Isso vai aumentar com certeza a segurança, porque bandido não vai querer dar de cara com a viatura da Garra".

Atualmente os três departamentos da Polícia Civil estão instalados em Itapecerica da Serra e são vinculados a Seccional de Taboão da Serra.

MOTOS

O prefeito Fernando Fernandes entregou na semana passada 12 novas motos para a GCM que irão reforçar o patrulhamento na cidade. Ele ainda prometeu para os para os próximos meses o início do videomonitoramento inteligente, construção de mais uma base, além da contratação de 43 novos guardas municipais.

"São medidas que estamos tomando para melhorar cada vez mais a segurança aqui em Taboão da Serra", ressaltou. As 12 motos que já estão nas ruas de Taboão da Serra. A aquisição de novas motos era uma determinação do prefeito para melhorar a agilidade da GCM. "A maioria dos criminosos usam motos para fazer seus assaltos e a gente correndo atrás com viaturas, agora com as motos a GCM vamos ter uma agilidade maior", finaliza Fernandes.

Tops da Gazeta