últimas notícias

Grande São Paulo

-
-
Foto: Gazeta de S.Paulo

Polícia investiga morte em delegacia em Embu das Artes

O corpo do detento de 39 anos foi encontrado por uma investigadora; a suspeita é de que ele tenha sofrido um mal súbito

Um detento de 39 anos morreu na cela da Delegacia Central de Embu das Artes, na manhã de domingo (16). Seu corpo foi encontrado por uma investigadora. A suspeita é de que ele tenha sofrido um mal súbito. Polícia investiga caso.

A agente fez a contagem dos presos em custódia às 9h. Por volta de 11h20, quando novamente foi até a carceragem levar outro preso e foi informada pelos detentos que havia algo de errado com a vítima, já que ele costumava ser muito agitado e estava quieto.

A investigadora foi averiguar e o encontrou desacordado. Ela acionou a equipe que estava de plantão e chamaram o Samu, que chegou cerca de 30 minutos depois. O médico realizou exames no local e constatou o óbito.

O detento respondia por crime sexual, por isso estava em uma cela sozinho, já que "seu convívio com os demais presos poderia colocar em risco sua integridade corporal". Ele apresentava ainda um quadro de abstinência alcoólica.

A perícia foi acionada e exames preliminares não apontaram sinais de morte violenta ou suicídio. O corpo foi enviado para o Instituto Médico Legal (IML) para ser necropsiado.

Tops da Gazeta