últimas notícias

Grande São Paulo

Ex-prefeito Geraldo Cruz deverá ser candidato do PDT
Ex-prefeito Geraldo Cruz deverá ser candidato do PDT
Foto: Divulgação/Alesp

Embu das Artes tem cinco pré-candidatos à prefeitura

Partidos se articulam em Embu em busca da preferência do eleitor; ao menos dois pré-candidatos têm problemas na Justiça

Faltam menos de nove meses para as eleições municipais e os partidos se movimentam para criar possíveis chapas. Em Embu das Artes, na região sudoeste da Grande São Paulo, ao menos cinco pré-candidatos já mostraram interesse em disputar o cargo de chefe de Executivo. Neste ano, os eleitores irão às urnas para escolher prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Embu das Artes conta com 170 mil eleitores.

O município foi comandado por mais de 15 anos pelo Partido dos Trabalhadores (PT). A hegemonia só foi quebrado em 2016 com a eleição do prefeito Ney Santos (PRB), eleito com 79,45% dos votos.

CANDIDATOS

O atual prefeito já demonstrou que deve tentar a reeleição, porém o que pode atrapalhar a sua busca pelo segundo mandato são ao menos dois processos judiciais. Em outubro de 2018, a 2ª Câmara do Tribunal de Contas de São Paulo julgou irregulares as contas de Santos no ano de 2015, quando era presidente da Câmara Municipal.

Macaque in the trees
O atual, Ney Santos, busca a reeleição pelo PRB

Desde então, o processo (TC-000807/126/15), que pode ser acompanhado no site www.tce.sp.gov.br, corre na Justiça. No final do ano passado, os recursos apresentados pela defesa do atual prefeito foram rejeitados e colocaram Ney Santos na condição de inelegibilidade.

Mesmo inelegível, Ney Santos ainda pode concorrer nas eleições, de acordo com o Tribunal de Contas. Segundo a instituição, caso o prefeito queira se reeleger em 2020, ele poderá dar entrada no processo eleitoral e seguir o trâmite, mas cairá na Lei da Ficha Limpa devido as contas reprovadas. Nessa etapa, Santos poderá solicitar uma “Ação de Revisão”, que dá o direito do processo ser reaberto para uma nova análise.

Em outro processo, Ney Santos responde por fraude em licitação de uniforme escolar e recebimento de propina.

No ano passado o Ministério Público Federal (MPF) denunciou o prefeito, o presidente da Câmara, Hugo Prado, e mais 11 pessoas, entre servidores, secretários e ex-secretários municipais. Os políticos agora são réus em processo que corre sob sigilo. Segundo o MPF, se condenado, o grupo terá que devolver cerca de R$ 12 milhões aos cofres municipais.

ADVERSÁRIO POLÍTICO

Se sair candidato, o prefeito Ney Santos pode ter como um dos adversários, o ex-prefeito e ex-deputado estadual Geraldo Cruz, que anunciou no dia 20 de janeiro sua desfiliação do PT, no qual permaneceu 40 anos. Nesse mês, Cruz se filiou ao PDT e confirmou sua pré-candidatura.

Em entrevista coletiva no mês passado, o ex-deputado apelou para o emocional e disse que estava analisando muito se voltaria a ser candidato. “Mas, diante do que vem acontecendo na nossa cidade, a destruição dos programas sociais que implantamos, constatamos um retrocesso muito grande na cidade e isso me deu uma motivação muito grande de ser pré-candidato a prefeito”, garantiu. Ele foi prefeito de 2000 a 2008.

Cruz também responde a processos. Em julho de 2019, a Justiça condenou o então prefeito por nomear servidores comissionados para funções técnicas. Segundo a Justiça, essas funções deveriam ser desempenhadas por funcionários concursados. A condenação foi em primeira instância e ainda cabe recurso. Caso seja condenado, também pode ficar inelegível.

O município ainda tem outros pré-candidatos, como o empresário Léo Novais, exsecretário de manutenção de Ney Santos. Novais lançou sua pré-candidatura pelas redes sociais em 2 de outubro.

Macaque in the trees
O empresário Léo Novais lançou sua pré-candidatura pelas redes

Outra postulante ao cargo é a vereadora Rosangela Santos, do PT. Em dezembro ela lançou um vídeo nas redes sociais anunciando a indicação do partido. “Essa indicação me deixou muito feliz. Fui a vereadora mais votada da cidade, e o nosso mandato é o que mais fiscaliza o transporte, a saúde e tudo que a população precisa. Agora, é a hora de construir um belo projeto para Embu das Artes. Tenho coragem para enfrentar a malandragem”.

Macaque in the trees
O PT aposta em Rosangela Santos para voltar a comandar a cidade

A reportagem também apurou que Sargento Ruas, um policial militar, anunciou sua candidatura pelo PSL.

Macaque in the trees
Sargento Ruas, do PSL, anunciou que irá disputar prefeitura

ELEIÇÕES 2020

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou em dezembro do ano passado o calendário das eleições municipais de 2020. Pelo calendário, o primeiro turno acontecerá em 4 de outubro e o segundo turno em 25 de outubro.

Galeria de Fotos

Tops da Gazeta