últimas notícias

Grande São Paulo

Ismael foi atingido no olho direito e encaminhado ao hospital regional de Osasco, mas não resistiu
Ismael foi atingido no olho direito e encaminhado ao hospital regional de Osasco, mas não resistiu
Foto: Arquivo Pessoal

Homem morre após ser atingido por tiro disparado por PM em Osasco

Ismael Marques Moreira foi atingido por um tiro disparado por um policial militar quando saía de um supermercado no bairro Piratininga

O encanador Ismael Marques Moreira, 31 anos, morreu cerca de sete horas após ser atingido por um tiro disparado por um policial militar, segunda-feira (24), em Osasco (Grande SP). A PM instaurou um Inquérito Policial Militar para apurar o caso, que também é acompanhado pela Corregedoria da corporação.

Imagens captadas por uma câmera de monitoramento mostram Moreira saindo de um supermercado, no bairro Piratininga, por volta das 8h. Ele caminha pela calçada, logo depois corre até a rua e cai poucos metros a frente do mercado.

A reportagem Agora São Paulo apurou que ele foi atingido no olho direito e encaminhado ao hospital regional de Osasco, onde permaneceu internado em estado grave até as 15h35 de segunda, quando sua morte foi constatada pela equipe médica da unidade.

Em depoimento, dois policiais da Rocam (Ronda com Motocicletas) afirmaram ter perseguido um suspeito que pilotava uma moto Honda CB 300, com placa de Minas Gerais. O criminoso foi abordado na rua Padre Vieira, onde fica o mercado em que o encanador estava.

Ainda de acordo com o relato dos PMs, o suspeito teria deixado cair um revólver e tentado, em seguida, pegar a pistola calibre ponto 40 de um dos policiais, que reagiu atirando duas vezes. "O policial percebeu que um dos disparos que efetuara havia atingido um popular", diz trecho de boletim de ocorrência.

Nenhum dos tiros acertou o suspeito, que fugiu. Ele não havia sido identificado até a publicação desta reportagem. O revólver que ele deixou cair foi apreendido.

A SSP (Secretaria da Segurança Pública), gestão João Doria (PSDB), disse que o Setor de Homicídios e de Proteção à Pessoa de Osasco investiga o caso e analisa imagens de câmeras de monitoramento.

A PM foi questionada sobre quais medidas foram tomadas com relação aos PMs envolvidos no caso. A corporação não havia se manifestado até a publicação desta reportagem.

Letalidade da PM aumenta em 2020 A Polícia Militar registrou aumento na letalidade da tropa em serviço no primeiro mês de 2020. De acordo com a corporação, 76 pessoas foram mortas em supostos confrontos com policiais, contra 59 casos no mesmo período do ano passado, representando uma alta de 28% no estado de São Paulo.

O número de vítimas de assassinatos também subiu na capital paulista. Segundo balanço da SSP, foram 70 casos no mês passado contra 56 do mesmo período de 2019.

Os dados do governo João Doria (PSDB) vão na contramão do acumulado no estado. E mostram que, em média, pouco mais de duas pessoas foram mortas por dia em janeiro na capital.

Desde 2015, quando 102 pessoas foram mortas, o número não era tão alto para o primeiro mês do ano.

A quantidade de vítimas ao longo dos meses seguidos é a maior desde dezembro de 2017, quando 86 pessoas foram assassinadas.

Comentários

Tops da Gazeta