últimas notícias
Para proteção, funcionários e passageiros adotam o uso de máscaras e luvas
Para proteção, funcionários e passageiros adotam o uso de máscaras e luvas
Foto: Fernando Frazão/Agencia Brasil

Aeroporto Internacional de Guarulhos adota novas medidas devido ao coronavírus

O novo vírus Covid-19 está causando preocupação no principal aeroporto do Brasil

A rotina dos funcionários do Aeroporto Internacional de Guarulhos está sendo modificada. Agora, os trabalhadores usam novos equipamentos de proteção individual (EPIs), como máscaras e luvas.

Além dos funcionários, alguns passageiros também adotaram o hábito de máscaras, luvas e o uso do álcool em gel para a higienização das mãos.

A empresa de pesquisa de mercado, Nielsen, divulgou um estudo apontando que as vendas de álcool em gel cresceram oito vezes desde o começo do ano.

O uso das máscaras e das luvas se intensificaram após a confirmação da doença no país. Até a tarde desta sexta-feira (5), são 9 casos confirmados, sendo 6 em São Paulo, 1 no Rio de Janeiro, 1 no Espírito Santo e por último, 1 na Bahia.

O presidente do Sindicato dos Aeroviários de Guarulhos (Sindigru), Rodrigo Maciel, diz que não existe uma determinação oficial da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “Desconheço uma orientação ou determinação oficial da Anvisa”.

Segundo Maciel, eles orientam as empresas que estão oferecendo equipamentos de proteção. “Também desenvolvemos um canal de denúncias para dar suporte aos funcionários que não estão recebendo luvas e máscaras”, afirma.

De acordo com o sindicato, são mais de 20 mil trabalhadores no local. O presidente afirma que a situação internacional do coronavírus preocupa os contratados. "Esta situação está deixando todos apreensivos por não depender somente da nossa atuação como fizemos em outras contingências".

Comentários

Tops da Gazeta