últimas notícias
De acordo com policiais, não havia sinais de arrombamento no imóvel
De acordo com policiais, não havia sinais de arrombamento no imóvel
Foto: Reprodução/TV Globo

Corpo de transexual é encontrado em Francisco Morato

O caso está investigado como homicídio qualificado e furto pela Polícia Civil

Nesta segunda-feira (27), uma transexual foi encontrada morta dentro de sua residência, em Francisco Morato, na Grande São Paulo. O caso está sendo investigado como homicídio qualificado e furto pela Polícia Civil.

Natasha Ferreira Lobato tinha 30 anos e era garota de programa. A investigação está sendo conduzida com a suspeita de que ela tenha sido morta e furtada por algum cliente.

O corpo foi encontrado por amigos, após estranharem seu sumiço. O corpo de Natasha estava enrolado em um cobertor, com diversas fraturas, principalmente no rosto e na cabeça. A provável causa da morte teria sido politraumatismo causado por algum objeto pontiagudo.

A polícia usará imagens gravadas por câmeras de segurança como auxílio para identificação do assassino ou algum suspeito.

De acordo com policiais, não havia sinais de arrombamento no imóvel. Ainda segundo informações de policiais, um celular e uma televisão foram furtados.

A coordenadora do Instituo Nice, que acolhe e dá suporte a trans e travestis, Valéria Rodrigues, revelou que Natasha era aluna e voluntária na ONG. “Ela sempre foi preocupada em ajudar as amigas”.

A coordenadora revelou que devido ao preconceito no mercado de trabalho, muitas transexuais da região se prostituem para sobreviver. “Devido à pandemia de coronavírus e a escassez de clientes nas ruas e com motéis fechados, algumas trans optaram por receber clientes em suas casas. Provavelmente o assassino de Natasha foi algum cliente dela”, afirmou Valéria.

Comentários

Tops da Gazeta