últimas notícias
Salões só podem atender na fase amarela do Plano São Paulo, uma depois da laranja, que é a atual
Salões só podem atender na fase amarela do Plano São Paulo, uma depois da laranja, que é a atual
Foto: Thiago Neme/Gazeta de S.Paulo

Salões de beleza se preparam para reabertura de serviços

A categoria acredita que a reabertura acontecerá até o próximo final de semana, já que o governo do Estado pretende anunciar nesta sexta-feira uma nova fase de flexibilização

Os salões de beleza de toda a região metropolitana de São Paulo estão se preparando para voltar às suas atividades após mais de três meses fechados por conta do novo coronavírus. A categoria acredita que a reabertura acontecerá até o próximo final de semana, já que há a expectativa de que o governo do Estado anuncie uma nova fase de flexibilização nesta sexta-feira,26. Os salões só podem atender presencialmente na fase amarela do Plano São Paulo, uma depois da laranja, que é a atual.

Apesar da medida ainda não ter sido anunciada, as prefeituras já estão atuando com os empresários do ramo para estabelecer protocolos de segurança. Em Taboão da Serra, a Administração se reuniu nas últimas semanas com os proprietários e estabeleceu regras como horário reduzido de atendimento e disponibilização de álcool em gel. “Liberação deve começar mesmo no sábado. Mas, a prefeitura já nos passou uma série de recomendações de segurança e vamos seguir”, diz Odair Pereira, proprietário de um salão na região central da cidade.

“Foi um choque precisar fechar o salão por causa da pandemia, por mais que entendemos a situação e a gravidade, as contas não deixam de chegar. O nosso prejuízo é muito grandes, e por isso estamos preparados para retomar”, diz Edna Patrocínio, proprietária de um salão instalado no centro de Diadema, no ABC Paulista.

BARES E RESTAURANTES.

Além dos salões de beleza, os bares e restaurantes também devem retomar as suas atividades na Grande SP e Capital. A Associação Brasileira de Bares e Restaurante (Abrasil) está na expectativa de reabertura dos estabelecimentos desse tipo já no sábado, 27.

A Abrasil já enviou o protocolo sanitário à prefeitura de São Paulo para a reabertura dos estabelecimentos na capital. Cerca de 70% dos restaurantes estão trabalhando em esquema de delivery em São Paulo, de acordo com a associação.

Em nota, a Prefeitura diz que os protocolos para os novos setores liberados serão analisados cuidadosamente no momento oportuno.

Comentários

Tops da Gazeta