últimas notícias
Viatura da guarda também foi atacada durante a ação em Mogi das Cruzes
Viatura da guarda também foi atacada durante a ação em Mogi das Cruzes
Foto: REPRODUÇÃO

Guarda municipal é espancado ao dispersar aglomeração em Mogi das Cruzes

Segundo relato de companheira de equipe, vítima continuou a ser agredida mesmo caída no chão e desacordada

Um agente da Guarda Municipal de Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, foi agredido na madrugada do último sábado durante uma ação para conter uma aglomeração em um parque da cidade. Um atendente de telemarketing, de 20 anos, foi identificado como um dos agressores e foi preso. O caso foi registrado como tentativa de homicídio, resistência, furto e dano.

Leia mais:

Uma guarda municipal, de 42 anos, contou à polícia que por volta da 0h30 de sábado foi acionada junto com a vítima com quem trabalhava para prestarem apoio no parque Botyra Camorim Gatti, onde ocorria uma aglomeração de pessoas.

A guarda afirmou que, ao chegarem ao parque, viram muitas pessoas no local. Ela disse que enquanto passavam de viatura pelo parque, alguém arremessou um objeto contra o vidro traseiro do veículo. A equipe desceu do carro e orientou os presentes a irem embora.

Segundo a guarda, diversas pessoas vieram para cima dela e do colega para agredi-los. Ela relatou que o parceiro de equipe foi agredido com diversos chutes e socos, sendo derrubado no chão. A guarda afirmou que mesmo caído ele continuou a ser agredido na cabeça.

Um atendente de telemarketing, de 20 anos, foi identificado como principal agressor do guarda. Ele foi detido após fugir e ser encontrado em local próximo, no Terminal Estudantes. Na delegacia, o suspeito ficou em silêncio.

A Prefeitura de Mogi das Cruzes informou que o guarda recebeu atendimento médico e foi liberado.

Comentários

Tops da Gazeta