últimas notícias
O município de Itapecerica registrou 586 casos de roubos no primeiro semestre deste ano, segundo a SSP; no mesmo período de 2019 foram 406
O município de Itapecerica registrou 586 casos de roubos no primeiro semestre deste ano, segundo a SSP; no mesmo período de 2019 foram 406
Foto: Eduardo Toledo

Roubos crescem em Embu e Itapecerica no primeiro semestre deste ano

De acordo com os dados da Secretaria de Segurança Pública, em Embu das Artes a alta foi de 5% e em Itapecerica de 44%; Taboão registrou queda de 3%

Os casos de roubos cresceram em Embu das Artes e Itapecerica da Serra no primeiro semestre de ano, se comparado com o mesmo período do ano passado. De acordo com os dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP), a alta em Embu foi de 5% e em Itapecerica de 44%. O município de Taboão da Serra registrou uma queda de 3% nos casos de roubos. Os dados podem ser conferidos no site ssp.sp.gov.br.

De janeiro até junho deste ano, o município de Embu das Artes registrou 764 casos de roubos, enquanto no ano passado foram 725. Já em Itapecerica, os casos de roubos saltaram de 406 para 586, segundo a SSP. Em Taboão da Serra foram registrados 1.093 boletins de roubos nos seis primeiros meses de 2019 e 1.056 no mesmo período deste ano (veja tabela abaixo).

Macaque in the trees
Dados da Criminalidade

Os casos de roubos de veículos também cresceram em Embu das Artes e Itapecerica da Serra. Em Embu foram 87 casos de janeiro a junho de 2019 e 89 neste ano. A alta é de 2%. O município de Itapecerica registrou 117 ocorrências de roubos de veículos no primeiro semestre deste ano e 121 no mesmo período deste ano. A alta é de 3%.

A cidade de Taboão da Serra foi a única entre as grandes metrópoles da região que registrou queda nos casos de roubos de veículos. A redução foi de 25%. O município registrou 173 casos de roubos de veículos no ano passado e 129 neste ano.

Homicídios. 

Os casos de homicídios dolosos, quando há intenção de matar, subiram nos três municípios. As cidades de Embu das Artes e Taboão da Serra registram seis casos cada uma no primeiro semestre deste ano. Já Itapecerica da Serra o número é ainda maior, foram 17 ocorrências de homicídios.

 

 

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta