últimas notícias
Sala de aula vazia em Ribeirão Pires, no ABC Paulista
Sala de aula vazia em Ribeirão Pires, no ABC Paulista
Foto: Divulgação PMRP

Dez cidades da Grande SP suspendem totalmente as aulas presenciais

Todas as escolas de Cotia, Ribeirão Pires, Guararema, Diadema, Poá, Caieiras, Suzano, Mauá, Francisco Morato e Mogi das Cruzes serão fechadas

Dez cidades da Grande São Paulo decidiram suspender por completo a volta das aulas presenciais, devido ao aumento de casos de Covid-19 no estado de São Paulo e na contramão da orientação do Plano São Paulo, que irá manter as escolas abertas durante a fase vermelha.

A partir de segunda-feira (8) nas cidades Cotia, Ribeirão Pires, Guararema, Diadema, Poá, Caieiras, Suzano, Mauá, Francisco Morato e Mogi das Cruzes as escolas públicas das redes estadual e municipal, e também da rede privada, serão fechadas. O levantamento foi realizado pelo “G1”.

Leia mais:

“Quando a gente recebeu a informação que a escola ia reabrir em março, fiquei confiante. Mas agora acredito cada vez menos que isso possa realmente acontecer, só quando tivermos a vacinação em massa", disse Daiane Silva, coordenadora de eventos e mãe de uma aluna da rede estadual.

Para as cidades que decidiram por manter as aulas presenciais, a secretaria de Educação pede que as escolas fiquem abertas para os alunos que não têm acesso às ferramentas necessárias para estudar em casa.

A secretaria estadual da Educação estima que o número de alunos frequentando as escolas pode cair de 2,5 milhões para 500 mil, uma redução de 80% nas próximas semanas. O número de funcionários também deve cair 60%.

Na capital, a prefeitura suspendeu atividades extracurriculares dos Centros de Educação Unificados (Ceus), incluindo atividades nas bibliotecas e equipamentos esportivos. As demais unidades escolares do município irão funcionar até às 19h.

 

Comentários

Tops da Gazeta