últimas notícias
Os vereadores da Câmara Municipal de Taboão da Serra abriram uma CEI (Comissão Especial de Inquérito) para investigar possíveis fraudes e irregularidades no combate ao coronavírus
Os vereadores da Câmara Municipal de Taboão da Serra abriram uma CEI (Comissão Especial de Inquérito) para investigar possíveis fraudes e irregularidades no combate ao coronavírus
Foto: RICARDO VAZ/PMTS

Câmara de Taboão da Serra vai investigar recursos gastos no combate ao coronavírus

Legislativo abriu uma CEI para investigar possíveis fraudes e irregularidades na utilização das verbas direcionadas ao combate à Covid-19

Os vereadores da Câmara Municipal de Taboão da Serra abriram uma CEI (Comissão Especial de Inquérito) para investigar possíveis fraudes e irregularidades na utilização das verbas direcionadas ao combate à Covid-19.

No pedido, assinado pelos 13 vereadores, a CEI terá 120 dias para realizar a investigação. “Há indícios também que possivelmente, como forma de destinar os recursos recebidos para o enfrentamento da pandemia provocada pelo Sars Cov2 para outros fins, que não seja a destinação legal para tal verba e também considerando que até o momento não houve prestação de contas por parte da SPDM”, diz trecho do requerimento.

A Associação Paulista para Desenvolvimento da Medicina (SPDM), que gerenciou o hospital de campanha em Taboão da Serra, montado para atender pacientes com Covid-19 no prédio do SER (Serviço Especializado de Reabilitação) será uma das investigadas. Os vereadores querem apurar, entre outras ações, os custos e gastos com a unidade provisória.

Leia mais: 

O vereador André Egydio, autor do pedido que motivou a abertura da CEI, disse que a Câmara Municipal irá realizar uma ampla investigação. “Temos 120 dias e podemos prorrogar por mais 120, queremos saber como esses recursos foram investidos durante a pandemia, queremos uma posição da SPDM que precisa mostrar a prestação de contas do que foi gasto com o Hospital de Campanha, enfim, são muitas questões que essa CEI vai esclarecer”.

A reportagem da Gazeta procurou a SPDM, mas até o fechamento desta matéria ela não havia se manifestado sobre a CEI. 

COMISSÃO.

Na tarde de terça-feira (27), Câmara Municipal definiu os cinco membros que irão compor a CEI (Comissão Especial de Inquérito).

A comissão será composta pelos vereadores André Egydio (Podemos) que será o presidente, Anderson Nóbrega (MDB), Enfermeiro Rodney (PSD), Celso Galo (Republicanos) e Érica Franquini (PSDB). (Vejo foto abaixo)

Macaque in the trees
A Comissão é composta pelos vereadores: Gallo, Enfermeiro Rodney, André Egydio, Érica Franquini e Anderson Nóbrega - DIVULGAÇÃO/LEANDRO BARREIRA /IMPRENSA CMTS

“A CEI não é montada para você buscar culpados. Torço para que esteja tudo certo, mas se não tiver, nós vamos cumprir nosso papel e infelizmente quem errou vai ter que pagar. Mas vamos investigar com muita cautela e responsabilidade para que a gente não cometa erros. As pessoas podem confiar nessa comissão, nos vereadores, nós também estamos sofrendo com essa pandemia e nenhum dos 13 vereadores admite erro na questão do recurso da saúde”, disse Anderson Nóbrega.

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta