últimas notícias
Atualmente, há 364 pacientes hospitalizados com a doença na região do ABC Paulista
Atualmente, há 364 pacientes hospitalizados com a doença na região do ABC Paulista
Foto: Felipe Barros/Ex Libris/PMI

Vacinação derruba número de internados por Covid-19 no ABC Paulista

Atualmente, há 364 pacientes hospitalizados com a doença na região, dos quais 197 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 167 em enfermarias

O número de internados por complicações decorrentes da Covid-19 em hospitais públicos do ABC Paulista registrou no último domingo (12) o 13º dia consecutivo abaixo de 400, como reflexo da campanha de vacinação nos sete municípios.

Atualmente, há 364 pacientes hospitalizados com a doença na região, dos quais 197 em leitos de Unidade de Terapia Itensiva (UTI) e 167 em enfermarias. É o que revelam dados do Sistema de Monitoramento Inteligente (Simi), da Secretaria de Estado da Saúde, compilados pelo Diário Regional. A região é formada pelas cidades de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra e Mauá.

Comparativamente a 26 de março, auge da segunda onda da pandemia, quando havia 2.920 pacientes hospitalizados, houve forte redução de 87,5%.

Ainda segundo o Simi, a taxa de ocupação em leitos de UTI no ABC está em 26,8%. O indicador mantém-se abaixo de 30% há 26 dias, mesmo depois da progressiva redução no número de leitos de terapia intensiva – decorrente, principalmente, do fechamento de hospitais de campanha em Santo André e Ribeirão Pires.

Em junho, Santo André desmontou o hospital instalado no campus da Universidade Federal do ABC (UFABC), que tinha 680 leitos. Decisão semelhante foi tomada pela Prefeitura de Ribeirão Pires, que desmobilizou seu equipamento, dotado de 41 leitos.

Atualmente, a rede pública de saúde da região possui 735 leitos de UTI Covid-19, contra 1.384 em 2 de abril, no pico da segunda onda.

Nas enfermarias, a taxa de ocupação está atualmente em 16,1%, com pacientes em 167 dos 1.034 leitos existentes na rede pública. No dia 26 de março havia 1.675 enfermos, que ocupavam 87,7% dos 1.910 leitos disponíveis.

O avanço da vacinação derrubou tanto o número de casos como o de óbitos pela doença, o que explica a menor pressão sobre o sistema de saúde e a desmobilização de parte da estrutura. Segundo as prefeituras, já foram aplicadas 3,28 milhões de doses no ABC, das quais 2,09 milhões de primeiras doses e 1,19 milhão de segundas doses ou únicas.

Assim, quase 57% dos adultos da região já têm o esquema vacinal completo.

ÓBITOS E CASOS

O ABC teve a terceira semana seguida de queda no número de óbitos pela Covid-19 Segundo a Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), 42 moradores da região perderam a vida para a doença na 36ª semana epidemiológica, encerrada no último sábado (11). O total é 23,6% inferior ao apurado nos sete dias anteriores (55) e a semana menos letal desde o início de novembro do ano passado.

Ainda segundo a Fundação Seade, os sete municípios registraram 661 casos de covid-19 na semana encerrada no sábado, total 67,6% inferior ao apurado nos sete dias anteriores (2.037). Trata-se da semana com menos diagnósticos da doença desde abril do ano passado.

Desde o início da pandemia, o ABC acumula 229.033 casos e 10.486 óbitos pela doença.

 

Comentários

Tops da Gazeta