últimas notícias
Forte chuva castigou áreas de risco já conhecidas, como o Jardim Zaíra em Mauá, na Grande SP
Forte chuva castigou áreas de risco já conhecidas, como o Jardim Zaíra em Mauá, na Grande SP
Foto: reprodução Tv Globo

Deslizamentos fazem prefeitura interditar 40 casas em Mauá

Depois de 11 dias de trégua, a prefeitura registrou novos deslizamentos na terça-feira e interditou 40 moradias na cidade

A Prefeitura de Mauá interditou 40 casas após novos deslizamentos na cidade na última terça-feira. Depois de 11 dias de trégua, a terra voltou a deslizar. A forte chuva castigou áreas de risco já conhecidas, como o Jardim Zaíra, onde quatro crianças já tinham morrido em desabamentos anteriores.

Apenas na rua Guilherme Polydoro, a terra deslizou duas vezes em 24 horas. A dona de casa Vanuza Lourenço dormia quando a terra veio abaixo e levou parte da casa dela.

"Eu acordei umas 3 horas da manhã, tirei meu filho do quarto dele e levei para o meu. Aí, quando foi umas 6h40, mais ou menos, desceu tudo. Desabou o quarto deles. Se eles estivessem lá, não estavam mais aqui não", disse em entrevista ao "G1".

Outra residência interditada é da também dona de casa Geni Inácio da Silva, de 90 anos. A idosa, que mora com outras 11 pessoas, entre filhos e netos, disse estar
assustada.

Tragédia.

No mesmo Jardim Zaíra, no dia 16 de fevereiro, um sábado, dois desmoronamentos mataram quatro crianças. O primeiro foi na rua Ane Altomar e matou Miguel dos Santos Silva, de 9 anos, e Maria Heloísa dos Santos Sales, de 1 ano. Eles morreram no quarto da casa.

Na avenida Cidade de Mauá as vítimas foram Guilherme dos Santos da Vitória, de 4 anos, e do irmão dele, José Henrique da Vitória, de 7. (GSP)

Tops da Gazeta