últimas notícias
Jovem de 17 anos foi apreendido ontem em casa e levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Suzano
Jovem de 17 anos foi apreendido ontem em casa e levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Suzano
Foto: Danilo Verpa/Folhapress

Suspeito de ajudar planejar ataque é apreendido

EM SUZANO. Menor suspeito de ajudar a planejar o massacre que terminou com dez mortos foi apreendido na manhã de ontem

Na manhã de ontem, a Polícia Civil apreendeu o adolescente suspeito de ajudar a planejar o massacre que terminou com dez mortos na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano. O jovem de 17 anos, que não teve o nome divulgado pelas autoridades foi apreendido em casa e levado ao Instituto Médico Legal (IML) da cidade, onde foi submetido a exame de corpo de delito. De lá, seguiu para o fórum.

Após a apreensão, o Tribunal de Justiça (TJ) divulgou que foi mantida sua internação provisória, por 45 dias, na Fundação Casa. A unidade em que ele ficará internado não foi divulgada. Ele deixou o fórum em um carro da Polícia Civil por volta das 12h50.

Se terminado o prazo e não houver sentença judicial de internação definitiva, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) determina a sua liberação. Em caso de sentença de internação definitiva, o prazo máximo é de 3 anos.

Investigações.

Na última semana, o menor que é ex-aluno da escola estadual chegou a se apresentar à Justiça, mas negou a participação e foi liberado. Durante a investigação, porém, foram analisados os celulares dele e dos dois assassinos e, de acordo com a polícia, os três aparelhos têm conversas claras sobre o planejamento das mortes.

Na segunda-feira, a polícia apresentou ao Ministério Público um relatório com os resultados das buscas feitas na casa do menor. Além disso, a Polícia Civil apresentou à Justiça um documento com 13 tópicos que reforçam a participação do adolescente no planejamento do crime.

Entre as evidências estão depoimentos como o de uma professora que afirma que, no início do mês, durante uma dinâmica de grupo sobre expectativa de futuro, o adolescente "de forma fria, sem expressar qualquer sentimento, respondeu que seu maior sonho era entrar em uma escola, armado, e atirar em várias pessoas
aleatoriamente".

Além disso, uma testemunha disse ter visto o menor com a dupla que executou o crime numa locadora de veículos no dia em que eles alugaram o carro usado no crime.

Outra evidência foi a apreensão na casa dele de "uma bota estilo coturno, em estado de conservação novo, muito similar às utilizadas pelos autores do
crime".

Reabertura.

A Escola Estadual Raul Brasil foi reaberta pela primeira vez aos estudantes na manhã desta terça-feira. Dezenas de pessoas da comunidade acompanham os alunos no retorno à escola.

Algumas pessoas vestiram roupas brancas e seguraram balões brancos nas mãos. Um grupo de um coral recepcionou os estudantes com música e cartazes em que pediam paz e amor. Às 11h30 os alunos se reuniram em frente a quadra e soltaram balões brancos.

Para recepcioná-los, a escola preparou um café da manhã com atividades de acolhimento e atendimentos especializados.

A definição sobre a data de retomada das aulas será feita pela direção da escola, nesta
semana. (GSP)

Tops da Gazeta