últimas notícias

Vereadores são afastados pela 2ª vez

A Vara da Fazenda Pública de Mogi das Cruzes voltou a afastar os três vereadores de Biritiba Mirim que aparecem em um vídeo recebendo maços de dinheiro do prefeito afastado Jarbas Ezequiel de Aguiar.

A decisão se estende à procuradora da Câmara Municipal, Frida Bichler Mastrange, que, segundo o Ministério Público, estava orientando os parlamentares para receber o dinheiro.

O juiz Bruno Machado Miano determinou ainda a quebra do sigilo bancário de três parlamentares: José Rodrigues Lares, conhecido como "Zé do Brejo" (PV), Eduardo Melo (DEM) e Paulo Rogério dos Santos, o "Paulinho da Júlio" (PTB), e do prefeito afastado. A justiça terá acesso a movimentações de 2017 e 2018.

Além disso, o juiz também determinou a indisponibilidade dos bens deles no valor máximo de R$ 540 mil, considerando os R$ 180 mil pagos de propina aos vereadores, acrescido de mais duas vezes o valor a título de multa civil.

Segundo a investigação, cada um dos três vereadores recebia uma mesada em torno de R$ 5 mil, entre outubro de 2017 e setembro de 2018.

Esses pagamentos, segundo o Ministério Público, tinham como fim garantir o apoio dos parlamentares ao prefeito em votações que o favoreciam, como no processo em que Jarbas é acusado de nomear integrante de uma facção criminosa para o cargo de secretário de Governo.
(GSP)

Tops da Gazeta