últimas notícias
Câmara Municipal aprovou em regime de urgência, o projeto de recesso na última quarta-feira, dia 3
Câmara Municipal aprovou em regime de urgência, o projeto de recesso na última quarta-feira, dia 3
Foto: Leandro Barreira/CMTS

Câmara aprova projeto de recesso para servidores da educação

Projeto segue para sanção do prefeito de Taboão da Serra, Fernando Fernandes; o recesso tem início no dia 8 de julho

O direito ao recesso escolar de 15 dias em julho está garantido aos servidores da educação de Taboão da Serra. A Câmara Municipal aprovou em regime de urgência, na última quarta-feira, dia 3, um projeto de lei complementar, de autoria do Executivo devolvendo aos Auxiliares de Desenvolvimento Infantil (ADI), Auxiliares de Desenvolvimento Escolar (ADE), Auxiliares de Classe e Inspetores de Alunos, o benefício que havia sido cancelado. Com o plenário lotado, a aprovação foi unanime. O recesso escolar inicia na próxima segunda-feira, dia 8.

O vereador Moreira (PSD), presidente da Comissão de Redação e Justiça, deu parecer favorável ao projeto. "Esse é um dia histórico porque vocês lutaram, vocês se uniram, se organizaram e não há vitória sem essa união […] Vocês estão dando um exemplo muito forte à administração […] Neste momento o que é possível fazer para atender a categoria é votar dessa maneira o relatório, buscamos todas as saídas, não foi possível incluir [outras categorias]. Temos prazo para votar para não prejudicar o recesso da maioria", disse.

Para o vereador Eduardo Nóbrega (PSDB), presidente da Comissão de Educação, a aprovação do projeto foi uma vitória, e destacou que através do diálogo se chegou à garantia do direito ao recesso desses profissionais.

"Esse processo fortaleceu as relações entre poderes e os funcionários públicos […] Saio daqui feliz da vida. Parabéns as categorias que democraticamente fizeram a vitória no dia de hoje", comemorou Nóbrega, que ainda informou que a lei deverá ser publicada até sábado, dia 6. "O prefeito já se comprometeu, se precisar vai chamar uma edição extra do diário oficial",

complementou.

Segundo o presidente da Casa, vereador Marcos Paulo (PPS), o documento seria encaminhado na quarta-feira para a sanção do prefeito Fernando Fernandes (PSDB).

(Portal O Taboanense)

 

Tops da Gazeta