últimas notícias

Leilões & Negócios

Em um leilão realizado no mês de julho de 2019, o lance inicial da propriedade era de R$ 71,6 milhões
Em um leilão realizado no mês de julho de 2019, o lance inicial da propriedade era de R$ 71,6 milhões
Foto: DIVULGAÇÃO/MAISATIVO JUDICIAL

Justiça determina venda da fazenda da Usina Utinga Leão

O imóvel pertencia ao grupo S.A Leão Irmãos Açúcar e Álcool, que se encontra em falência; propriedade já foi a leilão, mas sem sucesso

A Vara do 1º Ofício da cidade de Rio Largo, em Alagoas, determinou o leilão da Fazenda Utinga, que pertenceu ao grupo S.A Leão Irmãos Açúcar e Álcool. O grupo se encontra em falência e o pregão está sob responsabilidade da MaisAtivo Judicial empresa do Superbid Marketplace. Os lances podem ser ofertados até o dia 13 de fevereiro de 2020.

Com área total superior a 358 mil hectares e distante apenas 3 quilômetros do Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, que atende Maceió, capital do estado de Alagoas, a propriedade tem valor inicial de R$ 35,8 milhões, menos da metade do que foi pedido em um leilão realizado em julho do ano passado, R$ 71,6 milhões. Na ocasião, o pregão terminou sem lances.

A Usina Utinga Leão, que funcionava na fazenda, é uma das maiores devedoras do estado de Alagoas, com uma dívida que ultrapassa os R$ 177 milhões. A propriedade, aliás, já ganhou os holofotes da mídia em outras ocasiões.

No ano de 2017, no mês de outubro, a fazenda foi ocupada por integrantes da Liga dos Camponeses Pobres do Nordeste. Alguns meses depois, em abril de 2018, a Justiça determinou a desocupação voluntária do local. No ano seguinte, também no mês de abril, o Ministério Público do Trabalho e a usina firmaram acordo para pagar verbas rescisórias e salários atrasados dos trabalhadores, que ganharam as páginas dos jornais após protestos por falta de pagamento e ações de voluntários na internet que se mobilizaram para ajudar as famílias, que se encontravam em dificuldades financeiras, muitos chegando até a passar fome. O pagamento foi de R$ 7 milhões.

Para participar do leilão, o interessado deverá fazer um cadastro no site da MaisAtivo Judicial e se habilitar para fazer lances, que devem ser ofertados após concordância das condições de venda e pagamento.

Comentários

Tops da Gazeta