últimas notícias

Leilões & Negócios

O vírus deve impactar também os descontos dos leilões
O vírus deve impactar também os descontos dos leilões
Foto: Bill Oxford/Unsplash

Leilões presenciais são suspensos, mas online continuam

Segundo o presidente do Sindicato dos Leiloeiros do Estado de SP, Eduardo Jordão Boyadjan, a iniciativa de suspensão dos pregões presenciais se deu de forma espontânea

Devido à pandemia de Covid-19, as empresas de leilões estão suspendendo os pregões presenciais. Segundo o presidente do Sindicato dos Leiloeiros do Estado de São Paulo, Eduardo Jordão Boyadjan, a iniciativa se deu de forma espontânea. "Hoje, praticamente, o leilão online já é muito mais forte do que o presencial, portanto, neste sentido, não vai fazer muita diferença."

A visitação aos bens também está suspensa. Dessa forma, orienta Boyadjan, deve-se comprar apenas de leiloeiros conhecidos. "É um momento ímpar na história mundial. A pessoa deve procurar adquirir bens apenas de quem já negociou, que ela sabe que o que está nas fotos é próximo do que ela vai encontrar. Vale ainda checar se a empresa está listada no Sindicato. Assim, evita-se cair em golpes", alerta.

O vírus deve impactar também os descontos dos leilões. Para Boyadjan, eles devem ficar ainda mais generosos. "A boa vontade do vendedor vai ser melhor, ele vai querer soltar o lote com um valor ele não praticaria em tempos normais. Isso porque o leiloeiro tem uma despesa muito grande com pátios, funcionários, entre outros. E há ainda o fator de que as pessoas tendem a economizar em tempos de crise e os leiloeiros sabem disso", afirma o presidente do Sindicado dos Leiloeiros do Estado de São Paulo.

Comentários

Tops da Gazeta