últimas notícias
Uma boa oferta é um apartamento em São Bernardo do Campo, cujo lance inicial é de R$ 561 mil
Uma boa oferta é um apartamento em São Bernardo do Campo, cujo lance inicial é de R$ 561 mil
Foto: DIVULGAÇÃO/MEGA LEILÕES

Bradesco leiloa imóveis com até 45% de desconto

Estão à venda 39 imóveis, que podem ser adquiridos em dois leilões realizados pela Mega Leilões

A Mega Leilões realiza no mês de novembro dois leilões para vender imóveis pertencentes ao Banco Bradesco. Os certames acontecem nos dias 12 e 27 deste mês e os descontos podem chegar a 45% do valor de avaliação.

No leilão do dia 12 estão disponíveis oito propriedades, localizadas nos seguintes estados: Paraná, Mato Grosso, Paraíba, São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de janeiro, com valores iniciais que variam de R$ 132 mil a R$ 1,8 milhão.

Em São Paulo, vale destacar uma casa de 167 m², no bairro Bela Vista, em Capivari, município 138 quilômetros distante da Capital. A propriedade fica em um terreno de 327m² e pode ser adquirida a partir de R$ 132 mil, valor 40% abaixo da avaliação. Outra boa oferta é um apartamento de 106 m² no Centro de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, cujo lance inicial é de R$ 561 mil.

Para quem procura imóveis comerciais também há boas oportunidades. No Jardim Aricanduva, zona Leste de São Paulo, por exemplo, um prédio comercial de 132 m² possui valor mínimo de R$ 713 mil.

O leilão do dia 27, por sua vez, possui 31 imóveis à venda, com valores iniciais entre R$ 18 mil (lance para arrematar um terreno de 375 m², em Juruena, no Mato Grosso) e R$ 1,5 milhão (valor mínimo pedido para uma chácara de 636 m², em Itupeva, São Paulo).

Além da chácara em Itupeva, o pregão traz outros oito imóveis no estado de São Paulo, com destaque para um terreno de 131 m², em Marília, com lance inicial de R$ 32 mil; um apartamento de 40 m² e uma vaga de garagem, no Jardim Ampliação em São Paulo, que pode ser arrematado a partir de R$ 50 mil; e uma casa de 108 m², na cidade de Presidente Venceslau, que possui valor mínimo de R$ 98 mil.

Comentários

Tops da Gazeta