últimas notícias
O valor de arremate superou a estimativa inicial, que girava 
entre US$ 2,6 milhões e US$ 3,4 milhões
O valor de arremate superou a estimativa inicial, que girava entre US$ 2,6 milhões e US$ 3,4 milhões
Foto: REPRODUÇÃO/FACEBOOK

Desenho de Tintim passa a ser o quadrinho mais caro vendido em leilão

Desenho de 1936 seria a capa da quinta aventura do jovem repórter belga Tintim e foi arrematado por R$ 20 milhões, após ser disputado por três colecionadores

Um desenho do cartunista Hergé, datado de 1936, se tornou o item de quadrinhos mais caro já arrematado em um leilão ao atingir US$ 3,8 milhões, ou R$ 20 milhões.

O leilão foi realizado pela casa francesa Artcurial e a obra vendida, desenhada com tinta chinesa, aquarela e guache, seria a capa de "O Lótus Azul", quinto livro de aventuras de Tintim, o jovem repórter e viajante belga famoso em todo mundo.

Segundo a casa de leilões, o desenho de Tintim e seu fiel amigo, o cachorro Milu, saindo de um vaso Ming e se deparando com um dragão vermelho, teria sido considerado muito caro para ser a capa do livro, com os editores pedindo a Hergé uma versão mais simples da ilustração.

Ainda conforme a Artcurial, o valor de arremate superou a estimativa inicial, que girava entre US$ 2,6 milhões e US$ 3,4 milhões e foi atingido após uma disputa emocionante entre três colecionadores.

Comentários

Tops da Gazeta