últimas notícias
Leilão possui 50 oportunidades com lances iniciais entre R$ 42 mil e R$ 807 mil; SP tem 11 lotes
Leilão possui 50 oportunidades com lances iniciais entre R$ 42 mil e R$ 807 mil; SP tem 11 lotes
Foto: Divulgação/Sold Leilões

Santander realiza leilão de imóveis com descontos de até 60%

Entre as opções disponíveis para compra, há casas, apartamentos e terrenos em oito estados, incluindo São Paulo

O banco Santander começa o ano de 2022 com uma boa oportunidade para quem deseja adquirir a casa própria ou investir em imóveis. Isso porque a instituição financeira realiza até o dia 17 de janeiro, às 15h, a venda de 50 propriedades, com descontos que chegam a 60% do valor de avaliação.

A negociação acontece de forma exclusivamente on-line, por meio da plataforma Sold Leilões, empresa do Grupo Superbid. Entre os lotes disponíveis há casas, apartamentos, terrenos, imóveis comerciais e industriais, espalhados pelos estados de Goiás, Minas Gerais, Paraná, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Os lances iniciais variam de R$ 42 mil, para um residência com dois dormitórios na cidade de Souza, na Paraíba, a R$ 807 mil, valor pedido por um apartamento de 640 m² na cidade de São Paulo. Nos municípios paulistas, aliás, há ainda outras 11 oportunidades, uma delas, com 57% de desconto, fica na cidade de Ribeirão Preto. Trata-se de um apartamento, desocupado, com 50 m² de área total, que pode ser arrematado a partir de R$ 132,5 mil.

Leia Mais

Tribanco leiloa imóveis a partir de R$ 86,5 mil

Outra boa oportunidade no Estado é uma casa de 52 m², em Praia Grande. Com desconto de 42% sobre o valor de avaliação, a propriedade possui lance mínimo de R$ 144,9 mil. Já uma casa com duas vagas de garagem, construída em um terreno de 238 m², em Palmital, pode ser adquirida pelo valor inicial de R$ 205 mil.

De acordo com a Sold Leilões, todos os imóveis possuem os débitos de condomínio e IPTU quitados até a data do leilão. Além disso, o Santander oferece a possibilidade de financiar até 80% de casas e apartamentos residenciais, em até 420 meses. No caso de imóveis comerciais, o financiamento é em até 360 parcelas.

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta