X

compartilhamento de voos

Azul e Gol anunciam compartilhamento de pontos de milhagem e ações disparam

Anúncio gerou especulações sobre uma possível fusão

Natália Brito

Publicado em 24/05/2024 às 14:45

Atualizado em 26/05/2024 às 13:37

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Azul e Gol anunciam compartilhamento de pontos de milhagem / Divulgação

Os usuários das companhias aéreas Azul e Gol agora poderão usufruir do compartilhamento de voos. As empresas anunciaram um acordo de cooperação comercial que fará conexão de suas malhas aéreas no Brasil por meio de um codeshare. O anúncio gerou especulações sobre uma possível fusão. 

Após a informação ser divulgada, as ações da Azul (AZUL4) subiram 9,14% na Bolsa de Valores de São Paulo, enquanto as da Gol (GOLL4) tiveram um aumento de até 16,6%.

Segundo informações do portal "O Globo", a Gol está em recuperação judicial e, de acordo com rumores do mercado, as negociações com a Azul podem levar à fusão das empresas. Em um evento em Nova York, na semana passada, o CEO da Azul, John Peter Rodgerson, mencionou, acreditar na consolidação do setor, mas não comentou diretamente sobre os rumores.

Vantagens

A parceria entre Azul e Gol abrange rotas domésticas exclusivas, operadas por apenas uma das empresas. Clientes das empresas poderão viajar entre cidades operadas pela Gol, trocar de aeronave e seguir para destinos operados pela Azul.

Na distribuição de milhas, pontos acumulados em trechos comprados nos canais digitais de uma companhia poderão ser acumulados no programa de fidelidade escolhido pelo cliente, seja o Azul Fidelidade ou o Smiles (programa de milhas da Gol).

Juntas, Azul e Gol oferecem cerca de 1.500 decolagens diárias. Com o acordo, serão mais de 2.700 oportunidades de viagens com uma única conexão.

Veja outras regras do novo acordo

O acordo entre as companhias aéreas será válido apenas para rotas domésticas exclusivas. Esse acordo de codeshare, que permite o compartilhamento de voos, não incluirá rotas internacionais.

Para o check-in, os passageiros devem utilizar os canais digitais ou os balcões da companhia aérea que opera o voo ou o primeiro trecho da viagem. Em voos com conexão, todos os cartões de embarque serão emitidos no check-in inicial.

O despacho de bagagem será o mesmo do check-in. As malas devem ser despachadas com a companhia que opera o voo ou o primeiro trecho e serão entregues no destino final, mesmo em caso de conexão com a outra companhia.

Em casos de remarcação ou cancelamento, os clientes devem entrar em contato com a companhia que vendeu a passagem. Detalhes adicionais sobre assentos especiais, bagagens despachadas e benefícios de programas de fidelidade continuarão a seguir as regras de cada companhia e devem ser consultados pelos clientes.


 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

SUSPEITO SEGUE FORAGIDO

Saiba quem é o empresário que atirou três vezes em veículo após briga de trânsito

Polícia Civil segue na busca de Adriano Domingues da Costa, suspeito de atirar em outro veículo após uma briga de trânsito na rodovia Castello Branco

Audiências Públicas em São Paulo

Governo discutirá privatização das linhas 11,12 e 13 da CTPM

Audiências públicas para discutir privatização e ampliação das linhas da CPTM serão realizadas de 19 a 21 de junho

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter