X

ARTE

Obra de Andy Warhol se torna a mais cara do século 20

Retrato em silk-screen de Marilyn Monroe foi arrematado por US$ 195 milhões

Gladys Magalhães

Publicado em 15/05/2022 às 12:37

Atualizado em 15/05/2022 às 16:21

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Batizado de Shot Sage Blue Marilyn, o retrato em silk-screen de Marilyn Monroe, com 1,1 metro de altura por 1,1 metro de comprimento / Reprodução/TV Globo

Um quadro de Andy Warhol, pintado em 1964, fez história esta semana no mundo das artes. Isso porque a obra se tornou a mais cara do século 20 ao ser arrematada por US$ 195 milhões, o equivalente a cerca de R$ 1 bilhão, em um leilão realizado em nova York, na última segunda-feira (9).

Batizado de Shot Sage Blue Marilyn, o retrato em silk-screen de Marilyn Monroe, com 1,1 metro de altura por 1,1 metro de comprimento, faz parte de uma série de retratos que Warhol fez da atriz após sua morte em 1962.

Com a venda, além de se tornar a mais cara do século 20, desbancando “As Mulheres de Argel", do pintor espanhol Pablo Picasso, que detinha o título até então, com valor de US$ 179,4 milhões, a obra também se tornou a maior venda de arte norte-americana em leilão, que até então era uma pintura de Jean-Michel Basquiat, de 1982,  arrematada em 2017 por de US$ 110,5 milhões.  

"Shot Sage Blue Marilyn é o auge absoluto do pop americano", disse Alex Rotter, presidente da Christie's, casa responsável pela venda,  quando anunciou o leilão.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

ASSASSINATO

GCM prende suspeito de matar mulher achada em carro abandonado

A vítima, Rute do Prado, foi encontrada apenas de calcinha e com o rosto coberto por um pano, o crime aconteceu no dia 18 de julho

Turismo

Conheça 5 roteiros de carro para explorar no inverno brasileiro

Descubra paisagens deslumbrantes, festivais culturais e a rica gastronomia que essas cidades têm a oferecer

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter