últimas notícias

Leilões & Negócios

Ao todo são 20 lotes de imóveis em várias localidades com preço inicial médio de R$ 400 mil
Ao todo são 20 lotes de imóveis em várias localidades com preço inicial médio de R$ 400 mil
Foto: DIVULGAÇÃO/FRAZÃO LEILÕES

Banco vende imóveis 50% mais baratos

Há imóveis nos estados de Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo

O Banco Santander está promovendo um leilão de imóveis com preços até 50% abaixo do valor de mercado. As propriedades são provenientes de alienação fiduciária, que ocorre quando a prestação de um financiamento imobiliário não é paga por mais de 30 dias, dando ao banco credor o direito de tomar o bem e colocá-lo em leilão.

A empresa responsável pela realização do pregão, que acontece até o dia 17 de dezembro, é a Frazão Leilões. Entre os imóveis leiloados há casas e apartamentos residenciais, galpões e terrenos, localizados em cidades de seis estados brasileiros, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Ao todo, são 20 lotes com preço médio de R$ 400 mil. O imóvel com menor lance mínimo é uma casa no bairro Bom Jesus, em Guaíra, cidade paulista a 448 quilômetros da capital, que está sendo vendida por R$ 82,5 mil. Já o de maior lance inicial, R$ 3,7 milhões, é um galpão com mais de 1 mil metros quadrados de área construída, no município de Contagem, em Minas Gerais.

Ainda em Minas Gerais, outra boa opção do leilão é uma casa de 66 m², com dois quartos, sala de estar e jantar, cozinha, banheiro, área de serviço, quintal e garagem para dois carros. A propriedade fica em um condomínio fechado em Uberlândia e possui lance inicial de R$ 102,5 mil, bem abaixo do valor de avaliação, que era de R$ 210 mil.

Para quem procura imóveis em São Paulo também há boas opções, tanto na capital, como no interior do estado. Na cidade de Bauru, por exemplo, uma casa de 129 m², localizada no Núcleo Habitacional Mary Dota, pode ser adquirida a partir de R$ 141 mil. Já em Votorantim, também no interior paulista, é possível arrematar uma casa de aproximadamente 54 m² por R$ 140 mil.

Já na cidade de São Paulo, um apartamento de 38 m², com um dormitório e uma vaga de garagem, localizado em um condomínio com lazer completo no bairro do Ipiranga, tem valor mínimo de R$ 191 mil, quase R$ 100 mil a menos do que o valor de avaliação. Se a ideia é gastar menos ainda, há no leilão uma casa de 115 m² no bairro do Jaçanã, zona Norte da cidade, cujo valor mínimo é de R$ 128 mil.

No chamado centro expandido da cidade de São Paulo, uma opção é um apartamento de 60 m², com dois quartos e uma vaga de garagem, no bairro Vila Santa Clara. A propriedade possui lance inicial de R$ 135 mil. Já na Aclimação o valor das propriedades é um pouco mais caro. Um apartamento de 133 m² na região está saindo por R$ 411 mil.

A região metropolitana de São Paulo também não ficou de fora do pregão da instituição financeira. Há imóveis em Jundiaí, Diadema e Guarulhos. No primeiro caso, trata-se de um apartamento de 100 m², no Parque Eloy Chaves, que pode ser adquirido a partir de R$ 216 mil. Em Diadema, a oportunidade é um apartamento de dois quartos e uma vaga de garagem, com aproximadamente 43 m² de área privativa. O valor do imóvel é de R$ 198,4 mil. Por fim, em Guarulhos, é possível arrematar um apartamento de 128 m² com lance mínimo de R$ 732 mil.

Para saber como participar do pregão, ter acesso ao edital e ver fotos dos imóveis, basta acessar o site da empresa leiloeira.

Comentários

Tops da Gazeta