últimas notícias
Os golpistas detidos tinham como objetivo fazer a vítima acreditar que faria um bom negócio
Os golpistas detidos tinham como objetivo fazer a vítima acreditar que faria um bom negócio
Foto: FREEDOMTUMZ/Depositphotos

Falso auditor é preso aplicando golpe em leilão da Receita

Esquema usa sites de vendas na internet e até ação de campo, simulando acordo entre comprador e o falso auditor fiscal

Policiais do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) prenderam dois dos principais articuladores de uma quadrilha especializada em aplicar o "golpe do leilão da Receita". O esquema usa sites de vendas na internet e até uma ação de campo, quando os detido simulam um acordo entre comprador e o auditor fiscal da Receita Federal.

Segundo o portal do Governo de São Paulo, o objetivo é fazer a vítima acreditar que faria um bom negócio. A prisão aconteceu no dia 27 de fevereiro, no bairro da Consolação, na Capital.

A prisão foi realizada por policiais da 3ª Delegacia DIG (Investigações sobre Crimes Contra a Fé Pública), que apurava o esquema havia 60 dias. Tudo começava nos site de comércio virtual, onde lotes de diversos produtos eram oferecidos com valores abaixo do mercado. Para explicar o motivo da pechincha, os envolvidos contavam que tinham acesso privilegiado às mercadorias oferecidas nos leilões da Receita Federal.

Segundo o delegado André Vinicius Figueiredo, titular da 3ª DIG, para tornar mais convincente, um dos golpistas marcava encontro em frente à Receita Federal, mais precisamente no CAC São Paulo-Paulista, na rua Augusta. "Aproveitava uma área de atendimento ao público para apresentar o funcionário responsável pela mercadoria", disse o delegado.

A equipe da 3ª DIG detectou um possível golpe em andamento cuja vítima estava interessada em uma carga de cerveja. Os policiais conseguiram flagrar a ação e deter o homem que portava identificação da Receita Federal e o outro estelionatário, que intermediava o negócio.

O falso auditor foi identificado por José Ricardo do Nascimento Griebeler, de 56 anos. Ele apresentava passagens por estelionato. O outro detido é André Luis Scheffer, que responde por roubo e porte de arma. (PF)

Comentários

Tops da Gazeta