últimas notícias
O subsecretário-geral da ONU, Mark Lowock, alertou que embora os Estados Unidos e a Europa estejam sendo afetados pelo surto, o pico nos países mais pobres não era esperado para acontecer entre os próximos meses
O subsecretário-geral da ONU, Mark Lowock, alertou que embora os Estados Unidos e a Europa estejam sendo afetados pelo surto, o pico nos países mais pobres não era esperado para acontecer entre os próximos meses
Foto: Divulgação/UNOCHA

ONU solicita US$ 6,7 bilhões para auxiliar países pobres durante a pandemia

Apelo do subsecretário-geral da organização aconteceu nesta quinta-feira (7); objetivo é ajudar 63 países

Nesta quinta-feira (7), a Organização das Nações Unidas (ONU) ampliou seu apelo para auxiliar os países vulneráveis durante a pandemia do novo coronavírus. A organização solicitou US$ 6,7 bilhões para ajudar 63 países, principalmente na África e América Latina.

O subsecretário-geral da ONU, Mark Lowock, alertou que embora os Estados Unidos e a Europa estejam sendo afetados pelo surto, o pico nos países mais pobres não era esperado para acontecer entre os próximos meses.
"Nos países mais pobres, já podemos ver as economias se contraindo à medida que as receitas de exportação, as remessas e o turismo desaparecem. A menos que tomemos medidas agora, devemos estar preparados para um aumento significativo no conflito, fome e pobreza", afirmou. "O espectro de várias carências aparece", acrescentou Lowcock.

No mundo, a Covid-19 já infectou mais de 3 milhões e causou mais de 200 mil mortes. A primeira cidade afetada pela doença foi Wuhan, na China.

Comentários

Tops da Gazeta