últimas notícias
Objetivo é minimizar o impacto da nova variante do coronavírus
Objetivo é minimizar o impacto da nova variante do coronavírus
Foto: CDC/Unsplash

Cientistas em Hong Kong anunciam primeiro caso de reinfecção por Covid-19

Informação foi divulgada nesta segunda-feira; OMS reconheceu que ‘é possível’ que este seja o primeiro caso de reinfecção

Nesta segunda-feira (24), cientistas de Hong Kong, na China, confirmaram o primeiro caso de reinfecção pela Covid-19. A confirmação foi publicada no “Clinical Infectious Diseases”, da editora da Universidade de Oxford, no Reino Unido.

"Um paciente aparentemente saudável e jovem teve um segundo caso de infecção pela Covid-19 diagnosticado 4 meses e meio depois do primeiro episódio", afirmaram os cientistas em um comunicado.

O homem, de 33 anos, teve sintomas leves na primeira infecção; na segunda, não teve sintomas. "Nossos resultados provam que a segunda infecção é causada por um novo vírus, que ele adquiriu recentemente, em vez de uma disseminação viral prolongada", disse o microbiologista clínico da Universidade de Hong Kong,

Kelvin Kai-Wang To.

OMS

Segundo a líder técnica da Organização Mundial de Saúde (OMS), Maria van Kerkhove, “é possível” que este seja o primeiro caso confirmado de reinfecção pelo vírus no mundo.

"O que entendemos é que pode ser um caso de reinfecção. É possível", disse a líder.

"Acho que é importante colocar isso em contexto. Houve mais de 24 milhões de casos relatados até agora, e precisamos olhar para isso em nível de população. É muito importante que documentemos isso, e, em países que podem fazer isso, que o sequenciamento seja feito. Isso ajudaria muito. Mas não podemos pular para nenhuma conclusão, mesmo que esse seja o primeiro caso documentado de reinfecção", destacou.

A líder ressaltou que, até agora, o que se sabe é que todos os infectados pelo Sars-CoV-2 (Covid-19) desenvolvem algum nível de imunidade contra ele.

Reinfecção no Brasil

No início deste mês, a Universidade de São Paulo (USP) mostrou um possível caso de reinfecção pela doença em uma técnica de enfermagem em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Ela testou positivo para a doença duas vezes.

Comentários

Tops da Gazeta