últimas notícias
Há meses, a maioria das nações europeias amenizou o lockdown durante o verão para começar a retomar as economias
Há meses, a maioria das nações europeias amenizou o lockdown durante o verão para começar a retomar as economias
Foto: Martin Sanchez/Unsplash

Covid-19: Países europeus se preparam para a segunda onda de casos

Com medidas menos restritivas, a Europa voltou a registrar um aumento de casos do coronavírus; países como República Tcheca e Holanda voltaram a adotar lockdown e restringir horários de estabelecimentos

Às vésperas do inverno europeu, os países começaram a fechar escolas e adotar novas medidas restritivas de combate a disseminação do novo coronavírus. Há meses, a maioria das nações europeias amenizou o lockdown durante o verão para começar a retomar as economias.

No entanto, a reabertura de estabelecimentos desencadeou um pico acelerado de casos da Covid-19 na Europa. Bares e pubs foram os primeiros a fechar ou encurtar o expediente, mas com as taxas de infecção aumentando, alguns governos estão estudando novas restrições.

A República Tcheca, por exemplo, trocou o ensino presencial pelo remoto e os hospitais começaram a suspender operações sem urgência para liberar leitos.

Nesta quarta-feira (14), o governo de Moscou, na Rússia, afirmou que o ensino virtual será retomado a partir de segunda-feira. A Irlanda do Norte fechou as escolas por duas semanas.

A Holanda retomou um lockdown parcial nesta quarta-feira, porém, manteve as escolas abertas. Já a Alemanha, Reino Unido e França estão resistindo à pressão para fechar as instituições de ensino.

Comentários

Tops da Gazeta