últimas notícias
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse na quarta-feira (14) que começará a retirar tropas do Afeganistão em 1º de maio
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse na quarta-feira (14) que começará a retirar tropas do Afeganistão em 1º de maio
Foto: PATRICK SEMANSKY/ASSOCIATED PRESS

Biden impõe restrição a passageiros do Brasil e Reino Unido

Viajantes da Irlanda e parte da Europa também não podem entrar no país; objetivo da medida é conter a entrada das novas variantes do vírus no país

A restrição de entrada nos Estados Unidos daqueles que não são norte-americanos e que estejam voltando do Brasil, Irlanda, Reino Unido e grande parte da Europa será retomada nesta terça-feira (26). Além desses países, a restrição será estendida a passageiros que tenham viajado à África do Sul.

De acordo com o porta-voz da Casa Branca, a restrição tem o objetivo de conter a entrada das novas variantes do vírus no país. “O objetivo dessas medidas é proteger os cidadãos norte-americanos e reduzir as novas variantes”, disse a responsável pelo Centro de Controle de Doenças, à “Reuters”.

Medidas

Após assumir o cargo, Joe Biden determinou uma quarentena para todos que chegarem ao país de avião.
Em 18 de janeiro (dois dias antes de deixar a Casa Branca), Donald Trump manteve em vigor apenas as restrições de viagem a passageiros oriundos da China e do Irã. A medida não chegou a entrar em vigor, pois Biden a revogou.

Apenas cidadãos nacionais, seus familiares diretos, portadores do green card com residência permanente ou vistos diplomáticos, militares ou governamentais podem entrar no país.

Comentários

Tops da Gazeta