X

ATRÁS DAS GRADES

Daniel Alves dá autógrafos na prisão e divide cela com guarda-costas de Ronaldinho

Um ex-presidiário que foi libertado nesta quarta (25) após cumprimento de 14 anos de pena deu detalhes da rotina e convívio do atleta brasileiro na cadeia

IVAN FINOTTI - Folhapress

Publicado em 26/01/2023 às 16:14

Atualizado em 26/01/2023 às 16:32

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Dani Alves, 39, está detido desde sexta-feira (20) na região metropolitana de Barcelona, na Espanha. / Divulgação Barcelona

Apontado pela administração do centro penitenciário Brians como um "preso de confiança", o companheiro de cela do jogador Daniel Alves é ex-guarda-costas de um astro do futebol, Ronaldinho.

A informação foi levantada pelo diário El Periódico de Catalunya. O jornal apontou ainda que o detento se chama Coutinho, é brasileiro e está cumprindo pena por agressão sexual.

Dani Alves, 39, está detido desde sexta-feira (20) na região metropolitana de Barcelona, na Espanha. Ele é acusado por uma jovem de 23 anos de tê-la estuprado no banheiro de uma boate da cidade, na madrugada de 31 de dezembro.

Com Coutinho, o jogador divide uma cela com beliche, banheiro e ducha. Os dois costumam brincar de ludo, um jogo de tabuleiro clássico, e o mais antigo ensina ao novato as regras internas da prisão.

No pátio, Alves tem conversado com outros presos e dado autógrafos, segundo um condenado que foi libertado nesta quarta (25) após cumprimento de 14 anos de pena.

O homem, que foi entrevistado por uma equipe do canal Telecinco, disse que não tinha ficado no mesmo módulo que o brasileiro, mas que não foi difícil conseguir um autógrafo no pátio.

O ex-detento mostrou uma camiseta do Barcelona com a assinatura e a inscrição "Abraço com carinho", acompanhada de um emoji com carinha sorridente. Segundo ele, a popularidade do novo preso não deixou ninguém indiferente na prisão catalã, mas ninguém o chama de "estuprador" ou coisa parecida.

Daniel Alves costuma se levantar às 7h40 para estar pronto para a contagem, que ocorre às 8h. Em seguida, toma café e vai para o pátio. O almoço é às 13h. Na quarta (25), o cardápio tinha macarrão, lombo de porco e frutas.

Dani passa a tarde na cela e, às 17h, pode voltar ao pátio. O jantar é servido às 19h, e às 21h o jogador está de volta à cela. As luzes são apagadas às 23h.

Atualmente, ele pode receber visitas de familiares e autorizar o nome de outras dez pessoas. Além disso, tem direito a 20 ligações de oito minutos por semana.

Nesta quinta (26) se encerraria o período para que a defesa apresentasse recurso para que o atleta aguardasse em liberdade o fim das investigações. O prazo, no entanto, foi estendido em uma semana.

De acordo com a juíza Maria Concepción Canton Martín, o brasileiro foi encarcerado, sem direito a fiança, devido à possibilidade de fuga. Para dirimir esse risco, o novo advogado do jogador, Cristóbal Martell Pérez-Alcalde, pretende apresentar a escritura de uma casa em Esplugas de Llobregat, município da Grande Barcelona, onde atualmente reside sua ex-mulher, Dinorah Santana.

Outro ponto em estudo pela defesa é pedir que a gravação da câmera que um dos policiais estava usando ao falar com a vítima na madrugada do dia 31 seja desconsiderada dos autos. Por se tratar de um depoimento espontâneo e sem advogado, com acionamento automático, a defesa tentará descartá-la.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Parabéns Bertioga

Aniversário de Bertioga, neste fim de semana, terá show de Fábio Jr; veja programação

A entrada é gratuita, sendo opcional a doação de 1 kg de alimentos não perecíveis

Copa no Brasil

Brasil vence eleição e vai ser sede da Copa do Mundo de futebol feminino

País recebe o campeonato em 2027; eleição aconteceu durante o 74º Congresso da Fifa, em Bangcoc, na Tailândia

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter