X

ATRASO DE UM ANO

Governo adia exigência de visto para Austrália, Canadá e EUA; entenda

Diário Oficial da União atrasou em um ano a medida que determinava a exigência do documento a partir de quarta-feira (10); medida passará a valer em 10 de abril de 2025

Yasmin Gomes

Publicado em 11/04/2024 às 11:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Governo federal adia exigência de visto para Austrália, Canadá e EUA / Daniel Basil/Gov Brasil/Wikipedia

Nesta terça-feira (9), um decreto publicado em edição extra do Diário Oficial da União, atrasou em um ano a medida que determinava a exigência do documento a partir de quarta-feira (10). Agora a medida passará a valer em 10 de abril de 2025. Os turistas da Austrália, Canadá e Estados Unidos, que possuem passaporte comum, ainda poderão entrar pelas fronteiras terrestres, portos e aeroportos sem apresentar visto para o Brasil.

Siga as notícias da Gazeta de S.Paulo no Google Notícias

A decisão inicial, prevista para janeiro deste ano, já havia sido adiada uma vez pelo Ministério de Relações Exteriores (MRE) sob a justificativa de que a decisão poderia afetar o turismo em alta temporada, no início do ano.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

A Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur) publicou nota na qual informa estar em contato com companhias aéreas, associações de operadoras e agências de turismo dos países que já foram informados sobre a mudança.

Fluxo de turistas

A Embratur também destacou “a importância da decisão do governo para a manutenção do crescimento na chegada de turistas estrangeiros destes mercados internacionais, notadamente os Estados Unidos, segundo maior emissor para o Brasil em 2023, com 668.478 turistas (11,31% do total)”.

Ainda segundo a instituição, nos dois primeiros meses deste ano a chegada de norte-americanos ao Brasil foi 11% superior ao mesmo período do ano anterior. O texto conta com informações da "Agência Brasil."

Reciprocidade

O visto deixou de ser obrigatório para ingresso de turistas norte-americanos, canadenses, australianos e japoneses no Brasil em 2019. Na época, nenhum dos países foi recíproco à decisão e os brasileiros continuaram tendo que apresentar o visto ao entrarem em qualquer um dos quatro países. No ano passado, o Japão firmou um acordo com o Brasil de isenção recíproca, que entrou em vigor em setembro e vale para viagens de até 90 dias.

*Texto sob supervisão de Matheus Herbert

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Fake Agents

Jogador Paolo Guerrero leva golpe de R$ 2 milhões e PF investiga

Paolo Guerrero, ex-jogador do Corinthians, foi vítima em 2022 de um esquema que fraudava saques

Brasil

Confira o resultado da Lotofácil no concurso 3115, nesta terça

O prêmio é de R$ 1.700.000,00

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter