X

TAILÂNDIA

Homem dorme segurando celular plugado a tomada, leva choque e morre

Os agentes informaram que o homem sangrava pela boca e estava parcialmente queimado

FOLHAPRESS

Publicado em 10/02/2023 às 17:24

Atualizado em 10/02/2023 às 17:28

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Wanchai Deengam foi achado morto com o celular na mão / Rat Burana Metropolitan Police Station

Um homem foi encontrado morto em sua casa, após dormir segurando seu celular, que estava conectado à tomada para carregar a bateria. A polícia trabalha com a hipótese de um curto-circuito no local. 

Segundo o site 8World, que reporta casos do Sudeste da Ásia, Wanchai Deengam, de 27 anos, ainda estava segurando seu telefone quando foi encontrado em sua cama em Bangkok, na Tailândia, na quarta-feira (8). 

Os agentes informaram que o homem sangrava pela boca e estava parcialmente queimado, devido à descarga elétrica, incluindo uma mancha preta na mão. 

A polícia foi acionada depois que o irmão da vítima, Somkuan Changsarn, 50, ficou preocupado por não conseguir contatar Wanchai no dia da tragédia. Na manhã seguinte, ele chegou a bater na porta da residência, mas não obteve resposta. Ao forçar a entrada, encontrou o irmão morto. 

"Eu fiquei desconfiado porque normalmente ele não dormia profundamente. Eu sempre o via sentado na frente de seu quarto quando terminava de trabalhar", lamentou. 

O capitão da polícia Jiratchaya Yordkum, da Delegacia Metropolitana de Rat Burana, descartou a hipótese de roubo ou assassinato, em razão da falta de evidências. Ele acredita que a morte de Wanchai tenha sido provocada por um curto-circuito. 

"Não encontramos vestígios de agressão ou roubos. Suspeitamos que um curto-circuito fez com que ele fosse eletrocutado", disse o policial. 

Os investigadores notaram também que a mão esquerda da vítima, queimada, estava apoiada em um smartphone da Samsung, conectado a um carregador USB, que recebia energia de um cabo de extensão. 

Durante a investigação, os agentes perceberam que outros dispositivos também estavam conectados ao mesmo cabo de energia, como uma smartwatch, uma panela de arroz e dois ventiladores. 

O irmão de Wanchai afirmou que o alertou para tomar cuidado com a maneira que carregava seus dispositivos eletrônicos. 

"Falamos antes sobre o uso de celulares enquanto eles estão carregando, porque houve casos no noticiário sobre pessoas que foram eletrocutadas por carregadores. Mas ele não me ouviu. Nunca pensei que isso pudesse acontecer ou teria avisado meu irmão com mais frequência." 

O corpo foi enviado para um laboratório forense para determinar a causa da morte.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

CRIME DE TRÂNSITO

Motoristas pagam R$ 600 por dispositivo anti-multa

Golpe da folha magnética permite encobrir caracteres da placa do veículo

Oportunidade em Guarulhos

Feira de empregos: prefeitura e institutos devem oferecer 200 vagas em evento

Para participar dos processos seletivos é necessário levar um documento de identificação original e o currículo atualizado

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter