X

Fenômeno raro

Lunistício: grande paralisação lunar será visível pelo mundo

Fenômeno raro ocorre quando as inclinações da lua e da Terra atingem seus pontos máximos e não acontecia desde 2006

Monise Souza

Publicado em 19/06/2024 às 14:15

Atualizado em 19/06/2024 às 15:18

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O fenômeno raro chamado de lunistício poderá ser observado no céu de alguns países / Reprodução/Freepik

Nesta sexta-feira (21), um fenômeno raro poderá ser observado no céu de alguns países, o lunistício. Esse evento ocorre quando as inclinações da Lua e da Terra atingem seus pontos máximos, coincidindo com o solstício de inverno no hemisfério sul e de verão no norte.

Conhecido como “grande paralisação lunar”, o fenômeno não ocorria desde 2006. Esse evento acontece em um ciclo de aproximadamente 18,6 anos.

O que é o lunistício?

Como foi dito, o evento ocorre quando as inclinações da Lua e da Terra atingem seu máximo. Isso faz com que a Lua nasça no ponto mais a nordeste do horizonte e se ponha na posição mais a noroeste, permanecendo no céu por mais tempo.

O ângulo em que a Lua é vista é modificado conforme a localização do observador. Além disso, a paralisação lunar não é um evento de apenas uma noite, podendo ser observado em outros dias até o próximo ano.

Como ocorre

A trajetória da Lua tem uma inclinação diferente dos demais planetas e asteroides do sistema solar, que orbitam no plano da eclíptica. A Terra gira em torno de um eixo inclinado a 23,4 graus em relação a esse plano, e a Lua tem uma inclinação de 5,1 graus em relação a ele.

Devido a isso, os pontos de nascer e pôr da Lua variam em 57 graus durante o ano. Na inclinação máxima dos dois corpos celestes, ocorre a grande paralisação lunar, com o nascer e pôr da Lua atingindo seus pontos mais extremos no horizonte.

Onde acontece

Somente habitantes do Hemisfério Norte poderão visualizar o fenômeno, variando conforme a localização e as condições atmosféricas.

Poderá ser visto do Brasil? O Brasil está localizado no Hemisfério Sul, portanto, não será possível ver o lunistício do nosso país.

Um dos locais mais propícios para observar o fenômeno é o monumento pré-histórico Stonehenge, no interior da Inglaterra. Cientistas investigam se existe alguma ligação entre a grande paralisação lunar e a construção de Stonehenge.

*Texto sob supervisão de Lara Madeira

 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

ASSASSINATO

GCM prende suspeito de matar mulher achada em carro abandonado

A vítima, Rute do Prado, foi encontrada apenas de calcinha e com o rosto coberto por um pano, o crime aconteceu no dia 18 de julho

Turismo

Conheça 5 roteiros de carro para explorar no inverno brasileiro

Descubra paisagens deslumbrantes, festivais culturais e a rica gastronomia que essas cidades têm a oferecer

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter