X

Apagão 2024

Mancha solar reaparece e pode causar apagão

A tempestade desse mês foi marcada por auroras boreais e austrais em vários lugares do mundo

Yasmin Gomes

Publicado em 29/05/2024 às 19:00

Atualizado em 29/05/2024 às 19:25

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

A AR3664 era tão grande que caberiam nela 15 Terras enfileiradas / Nasa/SDO

A mancha solar AR3664, responsável pela maior tempestade solar dos últimos 21 anos, apareceu novamente. Ela sobreviveu a uma rotação completa e apareceu novamente no lado voltado à Terra, trazendo mais explosões intensas, auroras e possíveis apagões.

Tempestade geomagnética

No dia 10 de maio, a Terra foi atingida pela tempestade geomagnética mais forte desde as tempestades de Halloween, em 2003.

A tempestade desse mês foi marcada por auroras boreais e austrais em vários lugares do mundo, incluindo locais onde estes fenômenos não são visíveis.

O evento foi causado por uma série de fenômenos solares, começando pela torção complexa de campos magnéticos no Sol, resultando na formação de manchas solares. Esse processo é comum e ocorre com maior frequência durante os picos dos ciclos solares de 11 anos.

A AR3664 era tão grande que caberiam nela 15 Terras enfileiradas.

O que é uma mancha solar?

As manchas solares são sinais de atividade na superfície da estrela, como “explosões” que emitem energia para o espaço.

Mancha AR3664

Na posição atual da mancha, nenhuma das espaçonaves que monitoram as explosões solares (SDA, Solar Orbiter e os próprios telescópios terrestres) podem observá-la por completo. É como se a AR3664 estivesse em um ponto cego, de onde podemos ver apenas uma parte das emissões eruptivas.

Isso significa que os cientistas não podem estimar com muita convicção a magnitude da erupção que essa mancha nos trouxe. O texto conta com informações do IG.

Embora o evento tenha desencadeado uma ejeção de massa corona (CME), uma nuvem de plasma que gera as tempestades solares, ela não atingirá nosso planeta.

A AR3697 (antiga AR3664), ainda pode causar muitas auroras boreais ou austrais.

Atividades solares anteriores

A erupção de um enorme filamento de plasma no dia 23 de maio, que desencadeou uma CME causou uma tempestade geomagnética fraca no dia 26.

Já no dia 24, uma erupção também iluminou ainda mais o lado direito do disco solar, sem maiores consequências para nosso planeta.

Novas manchas

Além da AR3697 (antiga 3664), há outras duas grandes manchas solares no lado afastado do Sol que devem surgir no lado voltado para a Terra: as regiões 3670 e 3673, que podem trazer algumas surpresas.

Apagões

O monitoramentos das espaçonaves indicam que as manchas são magneticamente complexas e capazes de produzir grandes eventos.

Essas manchas devem aparecer no lado visível do Sol dentro de 5 dias, aproximadamente. Apagões de rádio podem acontecer nos próximos dias.

*Texto sob supervisão de Diogo Mesquita

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Crime no interior

Casal é morto a tiros na região do Vale do Paraíba

Polícia Militar foi acionada para realizar o atendimento da ocorrência e encontrou as vítimas feridas no local

POLÊMICA AO VIVO

Ex-goleiro Ronaldo insinua que Bandeirantes é 'anti-Corinthians' e causa 'climão'

Giovanelli se declarou 'torcedor' na transmissão e insinuou que imprensa fala sempre pior do Timão, colocando em dúvida profissionalismo da própria empresa

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter