Publicidade

X

Mundo

Waze fica fora do ar nesta quarta-feira em diversos países

Na plataforma Downdetector, que monitora o funcionamento de sites e aplicativos, os problemas começaram por volta das 8h

Ana Paula Branco/Folhapress

Publicado em 06/12/2023 às 14:45

Atualizado em 06/12/2023 às 15:17

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

O Waze é um aplicativo de navegação baseada por GPS desenvolvido pela israelense Waze Mobile e atualmente de propriedade do Google

 O aplicativo de navegação Waze está instável nesta quarta-feira (6), segundo relatos de motoristas de países como Brasil, dos Estados Unidos e da França nas redes sociais. O aplicativo está fora do ar para usuários Android e iOS.

Procurada pela Folha, o Waze ainda não deu retorno sobre o motivo da falha global. Este texto será atualizado assim que houver um posicionamento da empresa.

Na plataforma Downdetector, que monitora o funcionamento de sites e aplicativos, os problemas começaram por volta das 8h. Pelo menos 250 notificações foram feitas na plataforma nesta manhã pelos brasileiros.

A principal queixa é sobre o funcionamento do aplicativo móvel, responsável por 59% das notificações registradas. As demais reclamações são sobre a conexão com o servidor.

Faça parte do grupo da Gazeta no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Usuários do X, antigo Twitter, recorreram à redes social para confirmar o problema no serviço e reclamar que precisavam resolver questões financeiras urgentes no aplicativo, então fora do ar.

O Waze é um aplicativo de navegação baseada por GPS desenvolvido pela israelense Waze Mobile e atualmente de propriedade do Google.

O aplicativo transforma cada usuário em um participante ativo na coleta de informações sobre o tráfego. A ferramenta usa os dados de usuários conectados à internet para oferecer as melhores rotas, levando em consideração informações em tempo real sobre o trânsito, erros de mapeamento, radares e interações sociais.

No primeiro semestre deste ano, o Google demitiu cerca de 500 funcionários do Waze. Os cortes estão sendo feitos à medida que avança a integração do Waze com os produtos de mapas do Google.

No final de outubro, o Google desativou temporariamente os dados de tráfego ao vivo em seus aplicativos de serviço de mapeamento, Google Maps e Waze, em Israel, enquanto o país se preparava para a invasão terrestre à Gaza.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Assassinato

VÍDEO: Policial aposentado é morto por criminoso na zona leste de SP

Criminoso estaciona e mata policial aposentado; arma do ex-agente é roubada

CRIMINALIDADE

Polícia Civil fecha empresa que aplicava golpes financeiros no centro de SP

Golpe era através de aplicativos de mensagens; 23 pessoas foram apreendidas na operação

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter