Publicidade

X

Capital

Anac suspende proprietária do helicóptero que transportava Boechat

Bruno Hoffmann

Publicado em 14/02/2019 às 01:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) suspendeu nesta quarta-feira a empresa proprietária do helicóptero que caiu na segunda-feira em São Paulo, vitimando o jornalista Ricardo Boechat. Também chamada de RQ Helicópteros, a RQ Serviços Aéreos Especializados fica sediada na capital paulista e tinha como um dos sócios o piloto Ronaldo Quattrucci, que também morreu no acidente. A determinação inclui, ainda, a interdição de todas as aeronaves da empresa.

A decisão considerou que há "indícios" de que a empresa prestava serviços de táxi-aéreo irregularmente, pois tem autorização apenas para registro de imagens e não pode realizar transporte de passageiros remunerado. O processo de investigação foi aberto já na segunda-feira.

Em 2018, a RQ Helicópteros foi multada em R$ 8 mil por um processo aberto em 2011 pela Anac, que identificou a "promoção de propaganda irregular de serviços de voos panorâmicos remunerados" em um site, embora fosse autorizada apenas para realizar "serviços aéreos de aerofotografia, aeroreportagem e aerocinematografia". Mesmo com a decisão, a empresa continua anunciando os serviços de táxi aéreo e voos panorâmicos em seu site.

Além disso, o processo relata que uma das aeronaves da empresa foi flagrada realizando voos panorâmicos "utilizando aeronave inadequada e sem autorização da autoridade de aviação civil".

"A RQ Serviços Aéreos Ltda não é uma empresa certificada e autorizada a realizar serviços aéreos de transporte de passageiros", diz a decisão. O "Estado" tentou entrar em contato com a RQ Helicópteros, mas não obteve retorno.

Ainda segundo a Anac, a aeronove que caiu estava em situação regular, com o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) válido até maio de 2023 e a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) em dia até maio de 2019. O helicóptero, de matrícula PT-HPG, foi fabricado pela Bell Helicopter.

A Anac também enviou ofícios para as empresas envolvidas na contratação do voo em que estava Boechat.

A Libbs Indústria Farmacêutica, a Zum Brazil Eventos e a RQ Serviços Aéreos Especializados têm prazo de cinco dias úteis para responder a partir da publicação do texto no Diário Oficial da União.

Em nota, a Zum Brazil afirmou que "sempre faz uma seleção criteriosa de todos os seus prestadores de serviço".Já a Libbs disse que todos estão "profundamente consternados com o falecimento do nosso querido Ricardo Boechat, ícone e referência internacional do jornalismo". (EC)

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

ÁGUA NA BOCA

Não sabe qual sobremesa fazer na Páscoa? confira 4 receitas fáceis de fazer

Cozinheiro deu 4 dicas de receitas de sobremesas para fazer no domingo de Páscoa; confira nesta reportagem da Gazeta

HISTÓRIAS E BIOGRAFIA

Ana Hickmann, 43 anos: Conheça história e polêmicas da apresentadora

Apresentadora, modelo e empresária de sucesso; Ana Hickmann tem uma carreira repleta de curiosidades

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter